Cinema: Crítica – The Beach Bum: A Vida Numa Boa (2019)

A última vez que vimos Harmony Korine, o realizador norte-americano tinha pegado fogo ao mundo com o seu tanto controverso e igualmente divisivo Spring Breakers: Viagem de Finalistas, onde as “meninas da Disney” Vanessa Hudgens e Selena Gomez, juntamente com a jovem ascendente Ashley Benson viram-se encurraladas numa vida de crime com James Franco. Seis anos à data, Korine regressa com uma nova aventura noutro registo, com The Beach Bum: A Vida Numa Boa.

TheBeachBum_01

Moondog (Matthew McConaughey) é um poeta à deriva que se alimenta do divertimento da vida, passando os seus dias a beber, fumar drogas e engatar mulheres, enquanto passa para o papel aquilo que sente, utilizando uma simples máquina de escrever. A vida está alta e recomenda-se, diria ele.

Tal como a vida real, esta é feita de momentos, desde do casamento da sua filha Heather (Stefania LaVie Owen), ao reencontro com a sua mulher Minnie (Isla Fisher), a todo o tipo de coisas divertidas com o seu grande amigo Lingerie (Snoop Dogg), proporcionando uma verdadeira aventura, sendo uma carta de amor à liberdade da vida.

O grande fio condutor parece ser a experiência não filtrada de Moondog, que vai numa descoberta de si próprio em busca da felicidade e daquilo que lhe vai na alma, onde todo o ensemble do elenco, que inclui Zac Efron, Jonah Hill e Martin Lawrence – este último no seu primeiro papel em cinema em 8 anos – têm uma participação significativa no crescimento emocional de Moondog, até ao seu derradeiro momento de glória.

  Cinema: Crítica - Uma Família No Ringue (2019)

TheBeachBum_02

Harmony Korine parece ter ouvido a crítica e os seus fãs, que após toda a violência em Spring Breakers viram um lado mais obscuro da sua mente, sendo que aqui a calma e a tranquilidade prevalecem na função básica de ir ao cinema: sentirmos entretidos e sem preocupações durante hora e meia. Na verdade é mesmo isso que sentimos, enquanto nos rimos com as muitas situações caricatas, ou sentirmos mais emocionais em alturas mais tristes, mas que carregam uma certa genuinidade que é relativamente rara de se ver hoje.

Isto é aliado a um Matthew McConaughey a interpretar o que imagino que seja uma versão muito exagerada de si mesmo, sendo que o actor é conhecido pela sua personalidade relaxada enquanto não encara papéis mais sérios como de advogado, ou enquanto é a voz de anúncios virais de automóveis. É essa descontracção que mostra ser a melhor escolha possível e que nos cativa como nenhum outro.

TheBeachBum_03

Assim, The Beach Bum: A Vida Numa Boa foge, e longe, de toda a estrutura blockbuster para nos dar a conhecer um pouco da vida dum dos poetas mais carismáticos de sempre, deixando-nos com um sorriso de orelha a orelha e a querer celebrar os muitos dias quentes que estão a vir, mas talvez com alguma moderação…

Nota Final: 7/10

Ricardo du Toit

The Beach Bum: A Vida Numa Boa é o filme de abertura do Indie Lisboa 2019 (mais info em indielisboa.com)

  • Estreia nos cinemas nacionais a 9 de maio 2019

Ricardo Du Toit

Fã irrepreensível de cinema de todos os géneros, mas sobretudo terror. Também adora queimar borracha em jogos de carros.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *