Animação portuguesa em destaque nas nomeações aos Prémios Quirino

Os Prémios Quirino da Animação Ibero-Americana anunciaram as obras nomeadas às nove categorias.  Os filmes portugueses estão entre as obras mais escolhidos para a fase final da terceira edição dos Prémios Quirino, que serão atribuídos a 18 de abril, em Tenerife.

Portugal recebeu um total de 10 indicações aos prémios. A Espanha recebeu 7 indicações para fase final dos Prémios Quirino. A Argentina recebeu 6 nomeações, Brasil acumulou 4, Colômbia e Bolívia tiveram 2 nomeações, Chile, México e Paraguai receberam 1 indicação.

A curta-metragem portuguesa Nestor, uma coprodução com o Reino Unido, totaliza 4 nomeações, sendo assim a obra mais indicada aos Prémios Quirino. A longa-metragem espanhola Klaus e a curta portuguesa Tio Tomás e a contabilidade dos dias, com três nomeações cada uma.

A animação portuguesa confirma o seu bom momento, com uma presença ainda superior ao ano passado. Esse crescimento, junto com a presença habitual de obras brasileiras nos Quirino, dispara a participação dos filmes em português, que chegam a dominar algumas das categorias como as de Melhor Curta e Melhor Desenvolvimento Visual.

As longas-metragens que disputam o Prémio Quirino são a coprodução argentino-espanhola La Gallina Turuleca, de Víctor Boneco e Eduardo Gondell; o filme argentino El Patalarga, filme realizado em cut-out e foto-collage por Mercedes Moreira; o projeto de investigação social que reúne histórias de vítimas de violência na Colômbia Relatos de Reconciliación, de Carlos Santa e Ruben Monroy; e a longa-metragem espanhola Klaus, realizada por Sergio Pablos e que inclui os portugueses Sérgio Martins, como Supervisor de Animação, e Edgar Martins, Supervisor do Departamento de História. Klaus também foi nomeado para o Oscar de Melhor Filme de Animação.

  Cinema: Crítica - Freaks

Nas curtas-metragens, concorrem a colombiana El pájarocubo, de Jorge Alberto Veja; os trabalhos portugueses Purpleboy, uma reflexão sobre a identidade de género realizada pelo brasileiro Alexandre Siqueira, coprodução com a Bélgica e a França, e Tio Tomás a contabilidade dos dias o mais recente trabalho de Regina Pessoa (História trágica com final feliz, Kali, o pequeno vampiro), que participou em mais de 80 festivais por todo mundo, em coprodução com o Canadá e a França.

Já nas séries de Animação Ibero-Americana temos a portuguesa Crias – Crocodilos (RTP), coproduzida com a França; a espanhola Momonsters (TVE); a mexicana Pollos espaciales del espacio (Disney XD Latinoamérica) , coproduzida com o Reino Unido, Irlanda e a Austrália; e a brasileira Tainá e os guardiões da Amazónia (Nickelodeon).

Ao Prémio de Melhor Desenvolvimento Visual concorrem três obras portuguesas: Nestor, O peculiar crime do estranho Sr. Jacinto e Tio Tomás a contabilidade dos dias.

Foram ainda anunciados os nomeados às categorias de curta-metragem escolar, animação encomendada, animação de videojogo, desenho de animação, desenho de som e música original.

As nomeações resultam da eleição de um júri internacional formado por Alfredo Marun (Disney Television Animation), Anja Franczak (Human Ark), Simón Vladimir Varela (designer de Produção e artista de Desenvolvimento visual para vários estúdios, incluindo Pixar, Disney, Warner, entre outros), Vera Verba (Canal YouTube de Sesame Workshop) e Véronique Encrenaz (MIFA Annecy).

Ricardo Lopes

Começou a caminhar nos alicerces de uma sala de cinema, cresceu entre cartazes de filmes e película. E o trabalho no meio audiovisual aconteceu naturalmente, estando presente desde a pré-produção até à exibição.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!