O Dia Mais Curto

Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Análise: Otoko Cross: Pretty Boys Mahjong Solitaire

Otoko Cross é um jogo de mahjong em que, à medida que os níveis vão passando, revela as roupas atraentes das personagens. O jogo explora a subcultura japonesa Otokonoko, referente a homens fazerem crossdress de mulher.

O jogo tem 5 personagens (um deles misterioso) e cada um deles têm 4 roupas. Os níveis vão ficando cada vez mais difíceis para desbloquear novos fatos femininos nas personagens. As peças são dispostas de forma aleatória para nunca teres um jogo igual, mesmo ao repetir os níveis, assim também variando a dificuldade dentro do mesmo nível.

Otoko Cross: Pretty Boys Mahjong Solitaire
O jogo foi desenvolvido pela EastAsiaSoft.

A EastAsiaSoft foi fundada em 2007, sediada em Hong Kong, é uma produtora de jogos dedicada a distribuir jogos para PC, e consolas.

O seu primeiro jogo Söldner-X: Himmelsstürmer foi lançado em 2007 em parceria com SideQuest Studios

Otoko Cross foi desenvolvido para um público bem específico que gosta de homens mais femininos e com um ar mais delicado e frágil.

Otoko Cross: Pretty Boys Mahjong Solitaire

Os níveis de Mahjong são bastante bons e desafiantes, com vários níveis de dificuldade. A meu ver, as peças do jogo podiam ser mais inspiradas na própria estética do jogo e não apenas no clássico.

Para fãs de mahjong, este jogo permite umas boas horas a jogar seguidas.

O jogo também podia dar uma introdução às personagens além de apenas os seus nomes, como uma história dela, para ter mais contexto ao jogador à medida que se ia passando os níveis.

Não indico para todo o tipo de público devido a ser um conteúdo mais sensível e por isso também é para maiores de idade. Mas se gostas deste género aconselho a experimentar.

O jogo está disponível para Windows, PlayStation 4, PlayStation 5 e Nintendo Switch, custando 6,99.

Avaliação: 5/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *