O Dia Mais Curto

Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Análise jogos: Sofiya and the Ancient Clan

Um escaldante jogo de plataformas para a Nintendo Switch. Sofiya and the Ancient Clan: um jogo a sério ou apenas outro fetiche?

Num passado distante, dois clãs rivais — Clan of Light e o Clan of Mistycliff — disputaram o controlo do mundo da magia. Vencedor, o Clan of Light decidiu-se a impor a ordem e a certificar-se de que nada mais se saberia senão os seus costumes. Vencido, o Clan of Mistycliff estava condenado a cair no esquecimento… até que uma jovem bruxa decide explorar a sua curiosidade numa viagem de autodescoberta que, embora não explicitamente sexual (pelo menos, na versão para Switch), não deixa de ser bastante sugestiva.

Em Sofiya and the Ancient Clan, vestimos a pele de uma jovem e bonita bruxa, Sofiya. A nossa missão é enfrentarmos desafio atrás de desafio para descobrirmos os segredos do passado que nos querem ocultar. Ao longo de níveis desenhados com alguma mestria, vamos descobrindo inimigos cada vez mais competentes e despindo mistérios… literalmente!

Sofiya and the Ancient Clan é um jogo de plataformas de ação lançado no passado dia 5 de agosto pela Eastasiasoft e pela Hentai Room.

Às vezes, quando nos convidam a levantar uma saia alheia, arriscamo-nos a ter uma surpresa. Neste caso, para mim, foi uma boa surpresa! Não me interpretem mal — refiro-me apenas e só ao jogo em si, e não ao motivo por que este jogo causou algum murmurinho (esse mesmo, a nudez). Confesso que quando me foi proposta a análise de Sofiya and the Ancient Clan, e após uma curta pesquisa sobre o jogo, não fiquei propriamente entusiasmado, tanto que acabei por fechar a Sofiya numa gaveta e praticamente me esquecer dela — não fosse a equipa do Central Comics relembrar-me gentilmente (com referências visuais a bastões de basebol e vagas menções a rótulas desfeitas) da existência do jogo, e ainda lá estaria nas trevas da gaveta, fechada para nunca ser analisada. Ainda bem que o fizeram, já que posso dizer com segurança que me diverti.

A história de Sofiya and the Ancient Clan não é muito desenvolvida. Sabemos que existiam duas fações, uma ganhou e impediu que os costumes da outra continuassem a existir, mas, passados anos, a bruxinha Sofiya cede à curiosidade e parte sozinha numa aventura para descobrir os mistérios de Mistycliff. E é isto. Mas o jogo também não pretende ser uma obra de referência da literatura moderna. Falamos de um jogo de plataformas que se assume como simples à partida. Passemos então ao que interessa mais.

Os gráficos são muito bons, assim como o som. A arte pixelizada serve bem aquilo a que se propõe e o jogo é agradável aos olhos. Os níveis, a personagem e os ‘mobs’ estão bem desenhados (com algumas falhas, é certo, mas bem desenhados). A música é animada, bonita e empolgante. Consegue ser um pouco repetitiva, mas suponho que isso só aconteceu porque demorei demasiado tempo a passar os níveis devido ao meu espetacular e lendário controlo motor que me faz manusear o controlador com a mesma destreza que um rinoceronte míope demonstraria.

Em termos de design dos níveis, Sofiya and the Ancient Clan merece nota muito positiva. Os níveis são interessantes e estão construídos de forma a obrigar-nos a explorar o mapa por completo, usando referências visuais na forma de setas integradas nos níveis para nos guiar. O nível de desafio que o aspeto de plataforma nos apresenta não se destaca por aí além. Sem ser inovador, não deixa de ser interessante e bem conseguido.

Avançando para a jogabilidade, também lhe atribuo uma medalha de mérito. Começamos com um tutorial básico (seguindo a linha de todo o jogo), que nos ensina a usar diferentes mecânicas de movimento, como duplo salto, a controlar os indicadores de vida (HP) e ‘mana’, e a disparar — começamos com um ‘tiro’, mas ganhamos um poder de disparar três mais à frente quando derrotamos o primeiro ‘boss’, Astrid, e ainda outros mais à frente. Gostei muito da progressão de dificuldade. Começamos com desafios de destreza simples e inimigos muito incompetentes, mas, à medida que vamos avançando no jogo, vamo-nos deparando com uma IA cada vez mais competente e níveis cada vez mais difíceis de ultrapassar, no entanto, sem nada chegar ao ponto frustrante de não se conseguir avançar.

Quanto a um dos principais, se não o principal, selling point de Sofiya and the Ancient Clan, a nudez, não tenho grande coisa a acrescentar. Sim, é um jogo sugestivo, mas não é graficamente explícito (pelo menos, na versão para Switch aqui analisada, mas já li que existem outras versões mais ‘descascadas’). A nudez também integra um pouco a história, já que vamos percebendo que parte do mistério que Sofiya vai desvendando é que o clã Mistycliff era um pouco mais… atrevido? Resumindo, não daria grande destaque a este aspeto do jogo.

Diria que os principais destaques de Sofiya and the Ancient Clan são gráficos, som e jogabilidade, todos muito bem combinados. Este é um jogo montado por uma equipa que sabe o que faz e, na minha opinião, acertaram na ‘mouche’ nos pontos que mais interessam para o género.

Apesar do tom elogioso da análise, não nos enganemos: este é um jogo mesmo muito básico. É verdade, surpreendeu-me pela positiva porque não estava à espera que estivesse tão bem otimizado nos seus pontos fortes. Mas tem pouco para oferecer. O lore não está lá, falta inovação e não existem assim tantas coisas que possamos fazer e passado algum tempo no jogo, começamos inevitavelmente a bocejar.

Classificação: 6/10

O jogo podia oferecer mais? Claro que sim! Devia? Não sei. Acho que há sempre espaço para este tipo de jogos. Não vou jogar novamente a Sofiya and the Ancient Clan, mas não concordo inteiramente com algumas das críticas negativas que li, gostei da experiência e não tenho problemas em recomendar aos fãs de jogos de plataformas com 2 ou 3 horinhas para gastar e cerca de 8 € no bolso. Penso que o preço se ajustaria melhor à volta dos 5 €, mas suponho que seja o ‘boobies premium’.

Para terminar, fica a dica indispensável: os gritos de agonia e morte ganham todo um novo significado neste jogo!

Trailer Sofiya and the Ancient Clan:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *