XVI Troféus Central Comics – Vencedores

Os votos foram contados, as percentagens cálculadas e os vencedores apurados. O 16º TCC esteve ao rubro nas passadas semanas, obtendo 805 votos válidos! Partilhamos abaixo quais as obras e os autores que os leitores consideraram ser os melhores entre os melhores em 2017.

Começando pelas categorias audiovisuais, a contenda Marvel vs DC deu primazia à primeira, com o público a determinar Logan (Warner Bros.) como vencedor de Melhor Filme de BD e Lego Marvel Super Heroes 2 (TT Games/Warner Bros.) como Melhor Videojogo de BD, deixando ao universo da DC a categoria de Melhor Série Televisiva de BD, com Gotham T04 (Netflix).

Na vertente estrangeira, os prémios foram distribuídos por três continentes: o troféu de Melhor Desenho Estrangeiro foi para o autor canadiano de comics Yannick Paquette (Mulher-Maravilha: Terra Um), o prémio Melhor Argumento Estrangeiro atribuído ao multi-galardoado escritor britânico Alan Moore (Do Inferno), e, em Melhor Publicação Estrangeira, a distinção foi conferida à clássica série italiana Tex – Ouro Negro (por Manfredi e Leomacs).
Ainda além-fronteiras, o troféu Melhor Autor em Publicação Estrangeira destacou, pelo 3º ano consecutivo, o artista Jorge Coelho (Marvel Comics), tornando-o, na sequência de José Carlos Fernandes e Filipe Melo, um dos poucos autores nacionais a vencer a mesma categoria nos Troféus Central Comics anos após ano.

Na categoria Melhor Obra Curta, foi distinguida a BD O Infante Portugal em Universos Reunidos, por José de Matos-Cruz e Daniel Maia, da revista com o mesmo título, pelas co-editoras Kafre/Arga Warga, que visou servir de introdução a novos leitores neste universo criativo lusitano. E em Melhor Publicação Independente destacou-se a antológica semestral H-Alt, coordenada por Sérgio Santos, que em 2017 editou o #5 e #6, continuando a promover a parceria de talentos na criação de histórias curtas.

Relativamente a Melhor Série/Colecção, a aposta da editora Levoir em trazer o formato novela gráfica aos leitores portugueses, numa parceria com o jornal O Público, foi reconhecido no prémio às Novelas Gráficas 2017, que incluíu autores lendários como Frank Miller, Neil Gaiman, Eduardo Risso, Miguelanxo Prado, Paul Dini, Etienne Davodeau e muitos outros.
Já no formato mensal, a categoria Melhor Publicação Periódica, na qual a editora Goody ocupou todas as nomeações, deu como vencedora Disney Comix, a revista antológica que, curiosamente, foi descontinuada com o icónico #200, no final de 2017.

De seguida, orbitando entre o cómico e o sério, a Melhor Publicação de Humor favoreceu a “prata da casa”, ao eleger o álbum Conversas com Putos, do cartunista Álvaro Santos, pela Polvo (que assim obteve duas consagrações este ano), enquanto que o troféu de Melhor Publicação Clássica reforçou o mérito do escritor Alan Moore (que antes havia vencido a mesma categoria no XV Troféus Central Comics, com Watchmen), dando a vitória ao seu intemporal Do Inferno, com desenhos de Eddie Campbell, editado pela Devir.

Chegando às três principais categorias, o grande vencedor foi o autor Luís Louro, regressado às lides da BD nos últimos anos, que venceu os prémios Melhor Desenho e Melhor Publicação Nacional, pelo álbum Jim Del Mónaco vol.9 – Ladrões do Tempo, com argumento de Tozé Simões, publicado pela Asa.
Por último, mas não menos relevante, o Melhor Argumento Nacional regressou às mãos capazes de Filipe Melo, pelo álbum Comer/Beber, com desenhos de Juan Cavia, editado pela Tinta da China.

Agradecemos novamente a participação de todos os leitores. O TCC regressa no próximo ano, para tornar a promover a boa banda desenhada que cá se produz e se publica, procurando assim incentivar à leitura de BD e à conversação entre a comunidade.

MELHOR PUBLICAÇÃO NACIONAL
Jim del Mónaco vol. 9 – Ladrões do Tempo (Asa) 36.75%
Comer/Beber (Tinta da China) 35.76%
Sintra (Escorpião Azul) 15.34%
No Caderno da Tangerina (Escorpião Azul) 6.36%
Lugar Maldito (Polvo) 5.79%

MELHOR DESENHO NACIONAL
Luís Louro (Jim del Mónaco vol.9 – Ladrões do Tempo) – 36.99%
João Amaral (Museu Nacional Grão Vasco: 1916-2016 – Em Busca da Arte Perdida) – 30.64%
Inês Garcia (SINtra) – 16.72%
João Sequeira (Lugar Maldito) – 8.46%
Tiago Baptista (Berlim – Cidade sem Sombras) – 7.19%

  Lançamento: JOKER, da DC Black Label!

MELHOR ARGUMENTO NACIONAL
Filipe Melo (Comer/Beber) – 36.54%
Tozé Simões (Jim del Mónaco vol.9 – Ladrões do Tempo) – 32.75%
Tiago Cruz (SINtra) – 20.66%
André Oliveira (Lugar Maldito) 7.59%
Tiago Baptista (Berlim – Cidade sem Sombras) – 2.46%

MELHOR PUBLICAÇÃO CLÁSSICA
Do Inferno (Devir) – 30.8%
Ronin (Levoir) – 26.06%
Miracleman – Edição Integral (G.Floy) – 17.03%
Demolidor: Renascido (Salvat) – 14.86%
O Homem que Passeia (Devir) – 11.23%

MELHOR PUBLICAÇÃO HUMOR
Conversas com Putos (Polvo) – 41.25%
O Mundo de Garfield: 1978-1983 (Verbo) – 21.78%
Zé Inocêncio – As Aventuras Extraordinárias de um Falo Barato: Redux (Procyon) – 15.84%
Quino: 60 Anos de Humor (Documenta) – 12.21%
A Entediante Vida de Morte Crens (Bicho Carpinteiro) – 8.91%

MELHOR PUBLICAÇÃO PERIÓDICA
Disney Comix (Goody) – 22.94%
Marvel Especial (Goody) – 20.78%
Homem-Aranha (Goody) – 20.35%
X-Men (Goody) – 19.91%
Os Vingadores (Goody) – 16.02%

MELHOR SÉRIE/COLECÇÃO
Novelas Gráficas 2017 (Levoir) 30.8%
One-Punch Man (Devir) 27.9%
Mulher-Maravilha (Levoir) 18.84%
Novela Gráfica Brasileira (Polvo) 12.32%
Harley Quinn (Levoir) 10.14%

MELHOR PUBLICAÇÃO INDEPENDENTE
H-Alt #5-6 (H-Alt) – 29.65%
O Infante Portugal em Universos Reunidos (Arga Warga/Kafre) – 28.14%
Terrea II (edição de autor) – 15.58%
Madoka Machina (Polvo) – 14.07%
Bizarras (Bedeteca de Beja) – 12.56%

MELHOR OBRA CURTA
O Infante Portugal em Universos Reunidos
(José de Matos-Cruz & Daniel Maia, in O Infante Portugal em Universos Reunidos) – 32.08%
Crianças do Futuro (Fábio Veras, in H-Alt #5) – 29.72%
Muralha (Filipe Andrade, in TLS Series vol.1 – Cidades) – 17.45%
Gatafunhos (Pedro Moura & Estrela Lourenço, in CAIS #233) – 15.09%
Aurora Boreal e a Primeira Mutação
(José de Matos-Cruz & Renato Abreu, in Aurora Boreal e O Princípio Infinito #1) – 5.66%

MELHOR PUBLICAÇÃO ESTRANGEIRA
Tex – Ouro Negro (Polvo) – 35.75%
Mulher-Maravilha: Terra Um (Levoir) – 24.75%
Harrow County vol.2 – Duas Vezes Contado (G.Floy) – 12.36%
A Leoa (G.Floy) – 14.91%
One-Punch Man vol.1 (Devir) – 12.42%

MELHOR ARGUMENTO ESTRANGEIRO
Alan Moore (Do Inferno) – 39.8%
Grant Morrison (Mulher-Maravilha: Terra Um) – 22.18%
Cullen Bunn (Harrow County vol.2 – Duas Vezes Contado) – 16.87%
André Diniz (Olimpo Tropical) – 14.98%
Anne-Caroline Pandolfo (A Leoa) – 6.17%

MELHOR DESENHO ESTRANGEIRO
Yannick Paquette (Mulher-Maravilha: Terra Um) – 28.77%
Eddie Campbell (Do Inferno) – 26.08%
Tyler Crook (Harrow County vol. 2 – Duas Vezes) – 24.74%
Rafael Coutinho (Mensur) – 12.11%
Terkel Risbjerg (A Leoa) – 10.31%

MELHOR AUTOR EM PUBLICAÇÃO ESTRANGEIRA
Jorge Coelho (Marvel Comics) – 33.6%
Manuel Morgado (Dargaud) – 22.13%
Filipe Andrade (Marvel Comics) – 20.16%
André Lima Araújo (Marvel Comics/Image Comics) – 12.25%
Daniel Henriques (DC Comics) – 11.86%

MELHOR FILME DE BD
Logan (20th Century Fox) – 36.5%
Thor: Ragnarok (Marvel Studios) – 20.44%
Valerian e a Cidade dos Mil Planetas (EuropaCorp) – 18.98%
Mulher-Maravilha (Warner Bros.) – 16.79%
Atomic Blonde: Agente Especial (Universal) – 7.3%

MELHOR SÉRIE TELEVISIVA DE BD
Gotham T04 (Netflix) – 22.91%
Legião T01 (Fox) – 19.82%
O Justiceiro T01 (Netflix) – 20.7%
Preacher T02 (AMC) – 18.5%
Outcast T02 (Fox/Netflix) – (18.06)

MELHOR VIDEOJOGO
Lego Marvel Super Heroes 2 (Warner Bros.) – 26.52%
Batman: The Enemy Within (TellTale Games) – 19.7%
Guardians of the Galaxy: Telltale Series (TellTale Games) – 19.7%
Injustice 2 (Warner Bros.) – 18.94%
Marvel vs. Capcom: Infinite (Capcom) – 15.15%

Hugo Jesus

Co-criador e administrador do Central Comics desde 2001. É também legendador e paginador de banda desenhada, e ocasionalmente argumentista.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *