Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Tu És a Mulher da Minha Vida, Ela é a Mulher dos meus Sonhos

Tu És a Mulher da Minha Vida, Ela é a Mulher dos meus Sonhos é mais uma das grandes novidades de autores portugueses que A Seita apresentou no Amadora BD e já chegou às livrarias.

Esta é uma oportunidade para tomar contacto com uma obra marcante da BD nacional, 20 anos depois de ter sido lançada originalmente, e que chega a uma nova geração de leitores numa nova edição.

Tomás e Elsa são um casal em crise. A sua relação, apesar do amor, deixou de funcionar, o que os faz percorrer caminhos opostos. Ela, artista plástica, procura singrar no mundo artístico a todo o custo. Ele, escritor, luta por conseguir viver da escrita, enquanto persegue uma inspiração perdida.  Mas um dia, uma estranha flor que Tomás compra na rua, leva-o nos seus sonhos a uma inesperada musa inspiradora.

Um dos romances gráficos mais marcantes da BD portuguesa, que veio cair como uma verdadeira pedrada no charco no mercado nacional do início dos anos 2000, Tu És a Mulher… vive da combinação perfeita dos diálogos de Pedro Brito, que constroem o mapa desta história de desencontro amoroso, com o trabalho gráfico de João Fazenda, que conseguiu a proeza de “escrever” com os seus vermelhos uma espécie de segundo diálogo em cima dos desenhos.

E, para os leitores de BD portugueses que continuam a debater-se com eterna questão que lhes é constantemente colocada, de saber se a BD é literatura, “se não é uma coisa só para crianças”, apontamos a fina ironia de os protagonistas desta história serem um escritor a quem encomendaram o argumento de uma banda desenhada, e a sua mulher, uma pintora que persegue a fama.

Como disse João Ramalho Santos na sua crítica, “‘Tu és a mulher…’ começa logo por tocar alguns dos equívocos associados à BD, metaforicamente materializados na tempestuosa relação entre o protagonista Tomás, e a sua mulher Elsa, artista plástica “séria”, no pior sentido da palavra. Ainda por cima, enquanto Elsa se revela irredutível na busca de consagração, Tomás debate-se com uma confrangedora falta de ideias”.

Tu És a Mulher da Minha Vida, Ela é a Mulher dos Meus Sonhos, venceu os prémios Melhor Álbum Português e Prémio do Público em 2001 no Amadora BD, e Livro do Ano 2000 em BD pelo Diário de Notícias, tendo sido um dos mais premiados álbuns de BD portuguesa de sempre.

 

A reedição que A Seita / Comic Heart aqui apresentam pretende, não só tornar o livro disponível para uma nova geração de leitores portugueses, mas homenagear uma obra ímpar no panorama nacional da Nona Arte, com uma edição em tamanho aumentado em relação à original, e que inclui um extenso caderno de extras com uma vintena de páginas, com esboços e estudos para o livro, bem com uma grande entrevista com os autores, magistralmente conduzida por André Oliveira, e um texto de Pedro Vieira de Moura.

“…Se esta sinopse [do livro] pode criar uma ideia de estrutura feérica, corroborada pela presença de devaneios, sonhos acordados, alucinações, é no seu ritmo, e no foco paulatino e pontuado dos diálogos e das maneiras como os corpos se cruzam, as amizades se nutrem, o amor desvanece, as vaidades se esgrimem, e nos modos aleatórios com que lançamos novas relações, que o livro demonstra a sua sofisticação. Um equilíbrio quase perfeito entre uma matéria fluida, que se espalha por uma sensação íntima como o rubor na pele, e uma estrutura sólida e dirigida que conforma as figuras. Tal qual o tango contínuo entre as linhas a preto e as manchas vermelhas da trilha visual do livro.”

Pedro Vieira de Moura, do posfácio.

TU ÉS A MULHER DA MINHA VIDA, ELA A MULHER DOS MEUS SONHOS
Arte de JOÃO FAZENDA e argumento de PEDRO BRITO
A Seita
120 páginas, formato 18 x 25 cm, 2 cores, capa dura
ISBN: 978-989-53349-1-9
PVP: 17€
Compra aqui com 10% Desconto e Portes Grátis

Pedro Brito divide a sua actividade profissional entre a Animação e a Ilustração. É autor de sete títulos de BD, incluindo Pano Cru, Beraca, entre outros. Desde 1997, trabalha em cinema de animação, tendo realizado com a produtora de animação Animanostra sete curtas metragens. Colabora com várias editoras e publicações, e ilustrou o livro A Casa Sincronizada, de Inês Pupo e Gonçalo Pratas, vencedor do Prémio SPA/RTP 2012 na categoria de Melhor Livro Infanto-juvenil.

João Fazenda divide a sua obra entre o desenho, a animação, e a banda-desenhada. Desde cedo que começou a colaborar em fanzines de BD, e ainda no secundário publicou o seu primeiro livro, entre as aulas e a banda de rock. Colabora regularmente com a imprensa nacional e estrangeira, desde o Público e da Visão, ao The New Yorker ou ao The New York Times. Venceu o Prémio Nacional de Ilustração 2015 e o World Illustration Awards (no mesmo ano), na categoria de livros.

Vê aqui um pouco mais sobre esta e outras novidades d’A Seita:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.