Curtas de Vila do Conde

Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Ronda de análises a jogos: A Boy and His Blob: Retro Collection,Deflector, Dolphin Spirit – Ocean Mission e Mail Time

Ronda de análises a jogos: A Boy and His Blob: Retro Collection,Deflector, Dolphin Spirit – Ocean Mission e Mail Time

 

A Boy and His Blob: Retro Collection – PC, Nintendo Switch (versão jogada), PlayStation 4, PlayStation 5 – Já Disponível

       A Boy and his blob

A Boy and His Blob: Retro Collection é um jogo de plataformas que inclui dois títulos clássicos de 8 bits num pacote. A verdade é que foi a minha primeira vez a jogar A Boy and His Blob, mas diverti-me imenso.

Jogar com o rapaz e o seu Blob enquanto alimentamo-lo de gomas, pode ser uma aventura um pouco complicada para aqueles que não conhecem o ritmo do jogo. Tem uma ideia simples, mas ao mesmo tempo, pode tornar-se complexa.

A Boy and his blob

No entanto, temos de assumir que este é daqueles jogos que tem algum charme. Mesmo que não o tenham jogado anteriormente, acabam sempre por achar que o jogo tem a sua piada. Mas, honestamente, sinto que não vale a pena falar muito mais sobre ele.

Como ponto negativo, gostava apenas de dizer que falha em dar direções ao jogador, tornando-se mais complicado do que deveria ser.

Resta concluir que, A Boy and His Blob: Retro Collection é uma boa coleção para quem quer conhecer a franquia.

Nota: 8/10

Deflector – Nintendo Switch – Já Disponível

Reflector

Deflector é um jogo de ação roguelite diferente do que estamos habituados, por conta das mecânicas de jogo.

Em Deflector, controlamos uma personagem que deve navegar por níveis gerados de forma aleatória e derrotar inimigos utilizando uma variedade de armas e habilidades. O jogador pode desviar-se de projéteis inimigos e enviá-los de volta para eles, tratando-se esta da mecânica central do jogo.

Reflector

Deflector é um jogo desafiador, mas ao mesmo tempo acaba por ajudar o jogador ao longo do seu percurso. Tem um estilo de arte simples, mas que por vezes acaba por ser demasiado simples, sendo difícil de distinguir alguns pormenores.

Em termos sonoros não existe muito para falar, pois é bastante aquém das espectativas.

Resta concluir que, se retirarmos a mecânica de re-enviar projeteis para os inimigos, Deflector seria um jogo completamente banal.

Nota: 5/10

Dolphin Spirit : Ocean Mission – Nintendo Switch (versão jogada), PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox Series, Xbox One  – Já disponível

Dolphin Spirit

Este Dolphin Spirit : Ocean Mission acaba por ser um jogo diferente do habitual, por conta de ter uma parte muito educativa.

No jogo, os jogadores assumem o papel de um jovem golfinho que deve explorar o oceano e aprender sobre os seus habitantes. O jogo apresenta uma variedade de atividades educacionais, como identificar diferentes espécies de peixes, aprender sobre os ciclos de vida marinhos e limpar o oceano da poluição.

É um jogo bonito e bem-feito. Os gráficos são coloridos e vibrantes, e o mundo do jogo é cheio de vida.

Dolphin Spirit

A jogabilidade do Dolphin Spirit – Ocean Mission é simples. Os jogadores podem nadar livremente pelo oceano e interagir com diferentes objetos e personagens.

O aspecto educacional do Dolphin Spirit – Ocean Mission é a sua melhor parte. O jogo apresenta uma variedade de informações sobre o oceano e os seus habitantes de forma divertida e envolvente.

No geral, Dolphin Spirit – Ocean Mission é um jogo excelente para crianças de todas as idades, mas não para os adultos.

Nota: 6/10

Mail Time – Nintendo Switch (versão jogada), PC– Já disponível

Mail Time

Mail Time é um jogo de aventura aconchegante e relaxante que coloca o jogador no papel de um recém-formado entregador de Correio, entregando cartas e pacotes através da Floresta Grumblewood.

O jogo é colorido e maravilhosamente doce, com diálogos peculiares. Cada personagem tem uma personalidade única, e descobrir cada uma delas é bastante divertido.

Mail Time

No entanto, o jogo tem demasiados bugs, como um item que deveria desaparecer do ecrã após alguns segundos, mas permaneceu por lá. Além disso, a falta de um mapa e profundidade, bem como sua brevidade, podem desanimar alguns jogadores

Apesar de alguns problemas, “Mail Time” é uma aventura fofa e caprichosa que qualquer pessoa que goste de jogos aconchegantes vai gostar.

Nota: 6/10

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verified by MonsterInsights