Curtas de Vila do Conde

Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos: Steamworld Build – Análise

Steamworld Build apresenta uma nova forma de ver a franquia, mas ao mesmo tempo mostra que está cansada.

Steamworld Build  

Steamworld desde 2010 que apresenta constantemente novos jogos que tem passado pelos mais variados géneros, seja metroidvania, estratégia, RPG e agora, neste caso, estamos perante um simulador de gestão e construção.

O jogo começa com uma introdução calma, onde construimos uma cidade fronteiriça de robôs steampunk colocando edifícios pequenos e conectando-os com estradas. É uma abordagem deliberadamente simples da construção de cidades.

Steamworld Build

Existem um grande foco na criação de cadeias de suplementos que refinam recursos de forma a poder ajudar com a expansão de toda a cidade. As casas geram trabalhadores, necessários para operar vários outros edifícios. À medida que vamos atingindo “marcos” de população, novas necessidades são reveladas.

Uma das características mais impressionantes de SteamWorld Build é a opção de extração de minérios subterrânea. Uma vez que a cidade esteja a funcionar, podemos começar a extração, criando assim um mapa novo e mostrado que existe um segundo jogo aqui inserido.

Em termos gráficos e sonoros, a verdade é que temos várias misturas que juntas acabam por criar algo de incrível. O resultado é um mundo de jogo estilisticamente comparável a franquias muito maiores e mais estabelecidas. Os robôs pateticamente estilizados que se arrastam ao som das mesmas faixas de guitarra country-western com as suas vozes igualmente patetas são talvez um dos maiores atrativos do jogo, tal como já acontecia com os jogos anteriores.

Steamworld Build

No entanto, apesar desses aspectos positivos, a campanha do jogo acaba por se prolongar em demasia. As primeiras horas do jogo são divertidas, graças à maneira como usa perfeitamente os pequenos pormenores habituas do género e os simplifica para criar um loop de jogabilidade mais amigável para novos jogadores. No entanto, acaba por se manter sempre igual durante toda a campanha, o que leva a que ao fim de algumas horas já tenhamos visto tudo.

Em conclusão, SteamWorld Build é um jogo único e charmoso que oferece uma abordagem refrescante do género de construção de cidades. Embora possa não ser perfeito, as suas funcionalidades e visuais encantadores tornam-no num jogo interessante para jogar, nem que seja num fim-de-semana.

Nota: 7/10

Steamworld Build está disponível para PC, Xbox One, Xbox Series, PlayStation 4, PlayStation 5 e Nintendo Switch (versão jogada)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verified by MonsterInsights