Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos: Rune Factory 4 Special – Análise

Rune Factory 4 Special

Rune Factory 4 Special chega ao PC e às consolas da Sony e da Microsoft, mais de um ano depois da estreia na Nintendo Switch. Será que a espera valeu a pena?

Antes demais, quero lembrar os leitores que Rune Factory 4 foi lançado inicialmente na Nintendo 3DS em 2014  tornando-se o jogo mais vendido da série tendo ganho bastante destaque pelo caminho. A versão remasterizada para a Nintendo Switch, por sua vez, também teve um grande destaque em 2020, mesmo tendo sido quase eclipsada por Animal Crossing: New Horizons, que foi lançado um mês depois. Estas novas versões que chegam agora às consolas da concorrência e ao PC são, no fundo, as mesmas versões jogadas pelos jogadores da consola híbrida da Nintendo.

Rune Factory 4 Special

A história do jogo é, no mínimo hilariante, pois somos convidados a entrar na região de Selphia da melhor forma possível: caindo do céu. Esta região é governada por um dragão de nome Ventuswill, que, ao cairmos do céu, decide convidar-nos a viver no castelo local e a sermos a sua representação naquele local. É aqui o nosso ponto de partida num jogo em que temos de desenvolver a cidade, explorar caves e cultivar o solo. Temos tudo o que é habitual em Rune Factory à nossa disposição e, até podemos dizer que, temos ainda mais.

Se há algo que acaba por serem interessante neste tipo de jogos é a comunicação e relações que vamos tendo com os habitantes e criaturas que vamos conhecendo ao longo da nossa aventura. Neste caso, o facto de podermos ter relações entre pessoas do mesmo sexo pode ser uma vertente que interessará aos jogadores, principalmente àqueles que não se sentiam representados nas entradas anteriores. Além disso, como conteúdo extra, existe o “Another Story”, onde temos pequenas histórias com todas as personagens que seria possível nos envolver ao longo da trama.

Rune Factory 4 Special

Em termos de jogabilidade Rune Factory 4 Special é daqueles jogos que, a mim, acaba por me fazer apaixonar ainda mais pela ideia. Se construir a cidade nos nossos moldes e cultivar o solo é uma das atrações principais, para mim, explorar caves e as situações de combate são as verdadeiras estrelas do jogo. Andar de um lado para o outro com armas a lutar contra inimigos, numa espécie de mini-RPG de acção, onde é tudo em tempo real e sem ser por turnos acaba por fazer com que me divirta ainda mais e o que influenciou a que estivesse demasiado tempo nas caves.

Rune Factory 4 Special

Resta concluir que, Rune Factory 4 Special é um jogo que vai fazer com que aqueles que ainda não se aventuraram noutras plataformas o façam, especialmente se gostarem de jogos de gestão de cidades e de sociedades. Um jogo para fãs e novos jogadores que queiram viver esta experiência.

Nota Final: 8/10

Rune Factory 4 Special está disponível para Nintendo Switch. Chega a 7 de Dezembro ao PC, PlayStation 4 e Xbox One

Editora: Marvelous Europe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.