Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Gente Remota, de Francisco Sousa Lobo

Gente Remota, de Francisco Sousa Lobo, é um livro ficcional que nasceu de quatro longas entrevistas com ex-combatentes anónimos das chamadas guerras de África, em conversas em 2014.
Nas palavras do próprio: “Não há nada inventado, no que corresponde às experiências de Guerra de Alfredo Jacinto, não teria capacidade para tal. Nem o crime da PIDE, nem a acção salvífica e presença de espírito de Alfredo ao salvar um soldado do colapso moral, nada foi inventado. Limitei-me a baralhar os dados.
Gente Remota de Francisco sousa Lobo

Esta é uma pequena história de Portugal, esse país sem problemas de consciência, com uma memória selectiva, ao mesmo tempo sincera e senil.

É uma história de cruzamento de ideias, de confrontos de perspectivas. Eu não estou em lado nenhum, neste livro. Ou então estou em todo o lado.

A questão do racismo é sempre um poço sem fundo. Incómoda, urgente, com ramificações que tocam a todos, profundamente. A minha relação com o nosso passado colonial é múltipla. Eu próprio nasci em Moçambique, rodeado de empregados e privilégio colonial.

Depois veio logo o 25 de Abril, essa tábua rasa a um tempo gloriosa, mas que nos oculta a história e nos iliba de qualquer culpa. Depois veio a primária em que aprendemos a hostilidade contra os espanhóis, e depois o liceu em que nos forçaram os Lusíadas pela goela abaixo. Este livro é talvez o paté resultante.

A esperança é que sofre. ”

Obra realizada ao abrigo de uma Bolsa de Criação Literária da DGLAB/ Ministério da Cultura, e lançada a 19 de Dezembro de 2021.

Gente Remota de Francisco sousa Lobo

Gente Remota
de Francisco Sousa Lobo
Chili Com Carne
104 Págs, Capa mole, duas cores
Formato 165 x 230mm
ISBN: 978-989-8363-48-0
PVP: 15,00€

E vejam a entrevista com o editora da Chili com Carne, aqui:

Francisco Sousa Lobo [2005, 2013-]
Sunset, 2009

[n. 1973] Vive em Londres desde 2005. Faz BD desde 1980. Estudou e praticou arquitectura durante dez anos. Agora trabalha em artes plásticas e banda desenhada, e não distingue já bem entre as duas coisas. Expõe em Inglaterra e Portugal. Estuda a nível de doutoramento (arte) em Goldsmiths College. Participou em vários jornais universitários, no Público e na Art Review. Também publica nas áreas da crítica artística e estética.

Na Chili Com Carne participou no zine Mesinha de Cabeceira / CapitãoCrica Ilustrada e no Zona de Desconforto. Em 2013, o seu livroThe Dying Draughtsman – O Desenhador Defunto inaugurou o romance gráfico na Chili. Em 2015 é lançado The Care of Birds / O Cuidado dos Pássaros, romance gráfico vencedor do concurso Toma lá 500 paus e faz uma BD!

Em 2017 estreou-se na colecção LowCCCost com o livro-duplo Deserto e Nuvem sobre o Convento de Évora da Ordem dos Cartuxos, monges dedicados ao silêncio. Em 2021 é lançado Gente Remota, um romance gráfico que toca nas feridas colonialistas portuguesas, trabalho ficcionado a partir de entrevistas com quatro ex-veteranos da guerra colonial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *