Os 10 filmes portugueses mais vistos de 2018

Sem um claro blockbuster, o ano de 2018 destacou-se pelo equilibro de espectadores no que respeita ao cinema português, mas o “Pedro e Inês” foi o filme português mais visto.

A longa-metragem realizada por António Ferreira, adaptou para o grande ecrã a obra literária escrita por Rosa Lobato Faria, “A Trança de Inês”. Diogo Amaral, Joana de Verona e Vera Kolodzig, caras bem conhecidas do grande público, levaram aos cinemas 46 758 espectadores, segundo os números contabilizados pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA).
Para conseguir este número de espectadores também contribuiu o incentivo em levar os alunos do ensino secundário ao cinema para conhecerem a romântica tragédia da história portuguesa.

Em segundo lugar da tabela, com 45 823 espectadores, aparece a comédia de ação “Bad Investigate”. Depois da saga “Balas e Bolinhos”, Luís Ismael criou uma nova comédia de ação e os espectadores foram aos cinemas.
“Bad Investigate” terminou o ano de 2018 como sendo o filme português com melhor receita nos cinemas em Portugal. Ou seja, segundo a informação disponibilizada pelo ICA, “Pedro e Inês” acumulou a receita bruta de € 185 107 enquanto “Bad Investigate” obteve € 241 813.
“Parque Mayer”, o mais recente filme realizado pro António-Pedro Vasconcelos ocupa o último lugar do pódio, com 38 946 espectadores.

# Título Espectadores
1 Pedro e Inês 46 758
2 Bad Investigate 45 823
3 Parque Mayer 38 946
4 Soldado Milhões 28 353
5 Carga 25 814
6 Linhas de Sangue 13 627
7 Raiva 7 344
8 Ruth 7 019
9 Cabaret Maxime 5 363
10 O Capitão 5 297
  A animação lidera nos cinemas portugueses

Tabela ordenada pelo número de espectadores.

Fonte: ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual

Ricardo Lopes

Começou a caminhar nos alicerces de uma sala de cinema, cresceu entre cartazes de filmes e película. E o trabalho no meio audiovisual aconteceu naturalmente, estando presente desde a pré-produção até à exibição.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *