Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Fantasporto 2022: o programa do Pequeno Auditório

Com data de realização marcada de 1 a 10 de Abril, o FantasPorto regressa ao Teatro Rivoli.
Para que possa começar a organizar a sua agenda, revelamos desde já a programação prevista para o Pequeno Auditório Isabel Alves Costa.

6ª FEIRA, 1 ABRIL
21.15 • Follow Her – Sylvia Caminer – 95’ (E.U.A.) – CF – Terror – ANTESTREIA MUNDIAL- v.o. ingl.

Uma mulher vive dependente dos vídeos que põe na net e na quantidade de seguidores que consegue. Um dia, é convidada para ajudar a finalizar um argumento, o que a obriga a deslocar-se para um lugar remoto. Uma reflexão profunda sobre a invasão de privacidade e os tempos modernos. Um olhar perturbador e novo, mas cheio de originalidade, sobre um problema muito actual. Primeira longa de ficção da uma experiente realizadora americana.

 

23.15 • The Mole Song – Takashi Miike – 129’ (Jap) – CF – Comédia Horror – INTERNATIONAL PREMIÈRE – CENAS EVENTUALMENTE CHOCANTES – v.o. leg. ingl.

Com o exagero e a violência que lhe são característicos, este realizador de culto faz-nos penetrar numa luta pelo poder que mete mafiosos sicilianos e japoneses. Reiji é um policial cheio de processos por mau comportamento que está em missão clandestina para destruir o maior traficante de droga do Japão e o filho. Sempre original e criativo, mas não se espere deste prolífero realizador de “Audition”, um filme brando.

The Mole Song

Sábado, 2 ABRIL
16.15 • S.O. ANIMA-TE – 101’
Riku – 65’’ (Jap) – ANIMA-TE – Animação/ Infantil – INTERNATIONAL PREMIÈRE – v.o. ingl.

Filme de animação japonês para televisão que prepara as crianças para a perda de um animal de estimação. Riku é um cãozinho encontrado magro e a tremer. Levado para uma casa onde já há outros cães, conhece o amor do seu dono e uma vida de matilha. Mas a doença chega e, em breve, morre rodeado dos seus amigos.

 

Antecedido por …
Fledge – Hanni Dombe, Tom Kouris – 15’25’’ (Israel) – Animação – v.o.
Elena Biruté Sodeikaité – 13’ (Lituânia/França/Croácia) – Animação – v.o.
Grandpa -Valentine Rolland, Théo Bongiovanni, Hugo Martins, Sophie Ouvrard, Thomas Piot, Nell Molinier – 6’ 46’’ (Fra) – Animação – v.o.

18.15 • The Good Father – Sho Kataoka – 100’ (Jap) – SR/CF -Drama / Horror – ANTESTREIA MUNDIAL – v.o. leg. ingl.

O médico Shiro Kubo, cuja família sofreu um grande acidente de viação, deixando a mulher em coma, é chamado para tratar uma doença misteriosa. A filha desconfia da mãe quando esta deixa finalmente o hospital. Quem é a mulher que se faz de sua mãe? Um pai tem de fazer tudo para trazer tranquilidade à família. Dos produtores de “Ghostmaster”, vencedor do Fantasporto 2020 e “Drive my Car”, com 4 nomeações para os Óscares de 2022.

21.15 • Vortex; The Dawn of Sovereignty – Michel Rousseau – 72’ (Fra) – CF/ANIMA-TE – Ficção Científica – v.o. leg. ingl.

Michel Rousseau e a sua visão do nosso futuro longínquo num filme de animação fabuloso. A jovem Serena inventou uns óculos que lhe permitem detectar vértices que levam a fabulosos mundos, cheios de robots e androides. Filme já com 29 prémios internacionais entre os quais o Cannes World Film Festival (Melhor Filme de Ficção Científica), Hollywood Film Awards (Melhor Filme, Montagem, Banda-sonora, Som), Los Angeles Film Awards ou New York Film Awards. Primeira longa-metragem do realizador.

23.15 • Ms Lupin a.k.a. Daughter of Lupin – Hideki Takeuchi – 106’ (Jap) – CF – Comédia Fantástica – ANTESTREIA MUNDIAL – v.o. leg. ingl.

Cinema de divertimento, muita acção e delírio burlesco que faz homenagem aos dramas entre famílias de criminosos, mas também à animé japonesa. Uma família de ladrões sabe que o seu patriarca pretende reformar-se, mas falta ainda o último golpe: o roubo da verdadeira coroa dos Habsburgos. Porque a falsa já eles roubaram. Para isso, têm todos de vir à Europa. Roubos à Arsène Lupin, o celebrado ladrão francês, mas em estilo manga.

Ms Lupin

DOMINGO, 3 ABRIL
16.15 • Chicken of the Mound– Xi Chen- 83’ – (Chi) – CF /ANIMA-TE – Ficção Científica – ANTESTREIA EUROPEIA – v.o. leg. ingl.

Os robots dominam a Terra mas não escondem a nostalgia dos humanos que já não existem. E fazem o que eles faziam – lutam. Máquinas infernais, caranguejos e humanóides, numa fabulosa animação de ficção científica, seleccionada para o Festival de Annecy e para o Festival de Ottawa.

18.15 • FANTASCLASSICS / HOLLYWOOD STARS
High Society – Charles Walters – 101’ (E.U.A.) – 1956 – v.o. leg. port. br.

Nesta comédia musical, uma jovem da alta sociedade (Grace Kelly) hesita entre um novo casamento e o ex-marido, um cantor de jazz. Gene Kelly e o “Old Blue Eyes”, Frank Sinatra, repartem os favores da “socialite” enquanto o fantástico Louis Armstrong toca e canta. Este é o último filme da atriz favorita de Hitchcock, que abandona nesse ano o cinema para casar com o príncipe do Mónaco. Com música fabulosa de Cole Porter, este filme foi nomeado para dois Óscares.

21.15 • Night at the Eagle Inn – Erik Bloomquist- 70’ (E.U.A.) – CF – Horror – v.o. leg. ingl.

Dois gémeos, um rapaz e uma rapariga, viajam para a remota Eagle Inn, depois de uma vida com famílias de acolhimento, à procura de saber o que aconteceu aos pais. Horror clássico numa realização de Erik Bloomquist que no Fantasporto 2021 apresentou o muito interessante “Ten Minutes to Midnight”. O realizador foi vencedor de um Emmy com a série TV “The Cobblestone Corridor”.

23.15 • FANTASCLASSICS /FILME-CULTO
A Praga – José Mojica Marins – 52’ (Brasil) – Horror – versão restaurada – v.o. port.

Zé do Caixão (Mojica Marins) avisa logo no início do filme. Não se deve brincar com o desconhecido. Marina, a mulher de Juvenal, não compreende os pesadelos do homem amado, mas sabe que tudo começou após umas fotos no campo, junto à casa de uma bruxa. Desaparecido durante muitos anos, este é o único filme ainda inédito do mestre do horror brasileiro, agora digitalizado e restaurado, que visitou o Fantas em 2000.

Antecedido por…
A Última Praga de Mojica Marins – 17´ (Bra)

José Mojica Marins, o eterno Zé do Caixão

 

2ª FEIRA, 4 ABRIL
16.15 • The Laws of the Universe – The Age of Elohim (Jap) – 119’ – CF – ANTESTREIA EUROPEIA – Animé – v.o. leg. ingl.

Muito para além da animação japonesa industrializada, este filme leva-nos ver uma cuidada e belíssima animação mas ainda dentro do espírito manga. Yaizael é enviada para proteger a Terra. A proverbial luta entre o Bem e o Mal na era da defesa do nosso planeta e da sua beleza.

18.15 • FANTASCLASSICS / HOLLYWOOD STARS
Mogambo John Ford – 116’ (E.U.A.) – 1953 – leg. Port. br.

Uma história de amor e ciúme passada em África, no Quénia. Um caçador branco, interpretado por Clark Gable, tem um triângulo amoroso com uma mulher da sociedade americana, Ava Gardner, e a mulher de um antropólogo, Grace Kelly. Gable é novamente, e tal como em “Gone with the Wind”, o homem duro por fora que se devora por paixão. O realizador John Ford foi responsável de alguns dos melhores filmes da História do Cinema como “The Quiet Man” (1952), “The Searchers” (1956) ou “The Man Who Shot Liberty Valance” (1962).

21.15 • Barbarians – Charles Dorfman – 90’ (UK) – CF – Terror – v.o. ingl

Adam e Eva vivem há pouco tempo no campo, numa quinta de luxo. Numa noite do aniversário recebem a visita dos amigos Lucas e Chloe. Até que uma inesperada e assustadora invasão acontece e altera as forças em questão. Primeira realização de um experiente produtor, Charles Dorfman, duas vezes nomeado para os Oscares (“The King’s Speech” and “The Lost Girl”, já em 2022), com excelentes interpretações de Iwan Rheon (Ramsay Bolton de “Game of Thrones”) e a nomeada para os Óscares Catalina Sandino Moredo (“Maria Full of Grace”).

23.15 • Duyster Thomas Vanbrabant, Jordi Ostir – 80’ (Bélgica) – CF – CENAS EVENTUALMENTE CHOCANTES – Drama Fantástico / Horror – v.o. leg. ingl.

Duas estudantes fazem um trabalho sobre um carrasco da Inquisição do século XVII e procuram vestígios dos casos em que esteve envolvido para compreenderem uma sociedade que permitia matar como bruxas centenas de mulheres com os maiores requintes de sadismo. Mas o que as estudantes encontram é bem mais perturbador. Com imagens muito chocantes, este filme foi o vencedor do Prémio do Júri no Festival de Horror e Fantástico de Salto. Primeira longa-metragem dos dois realizadores.

The Laws of the Universe – The Age of Elohim

3ª FEIRA, 5 ABRIL
16.15 • Amelinda Miguel Gomes – 114’ (Port) – PCP – MELHOR FILME – ANTESTREIA MUNDIAL – v.o. port.

Um casal chega a uma casa remota para passar uns dias de férias no meio do campo, a primeira noite é muito agitada. Que ruídos são esses, que fantasma mexe as cadeiras, que gente é aquela que lá vai ter? E que segredos do passado explicam tudo? Uma surpreendente primeira longa-metragem de Miguel Gomes, rodada em Barcelos e um filme que apenas um cinéfilo poderia realizar.

 

18.15 • FANTASCLASSICS / HOLLYWOOD STARS
Guess who’s Coming to Dinner – Stanley Kramer – 108’ (E.U.A.) – 1967 – v.o. leg. ingl.

Um casal de meia idade tem de rever a sua atitude quando a filha lhes apresenta o seu noivo negro. Este filme foi uma pedrada positiva numa época em que as relações inter-raciais ainda eram muito problemáticas e bastante ausentes do cinema dos estúdios. Conta com três actores fabulosos, já na altura galardoados com Óscares. Spencer Tracy e Katharine Hepburn encontram Sidney Poitier, na altura já vencedor de um Oscar por “Lilly of the Valley” (1964) e o primeiro actor negro a ser nomeado, em 1959.

21.15 • Eviction – Maté Fazekas – 87’ (Hun) – SR – Drama – v.o. leg. ingl.

Richard é um ambicioso oficial de diligências a quem finalmente entregam um caso de despejo, uma casa onde vive uma senhora de idade que se recusa a sair. O que parecia uma acção de rotina torna-se num caso importante na cidade. Primeira longa-metragem do realizador Maté Fazekas.

23.15 • The Unburied / El Cadáver Insepulto – Alejandro Cohen Arazi – 84’ (Arg) – CF – CENAS EVENTUALMENTE CHOCANTES – Horror – v.o. leg. ingl.

Maximiliano volta à terra onde viveu para o funeral do pai e tratar de papéis. Lá, esperam-no os irmãos e o corpo do pai que ainda está onde morreu. Mas é preciso respeitar os seus desejos. E todos na terra parecem pouco preocupados com tudo. O passado volta num clima de horror e trivialidade. Primeira longa-metragem deste realizador argentino.

Amelinda

4ª FEIRA, 6 ABRIL
16.15 • PRÉMIO CINEMA PORTUGUÊS – MELHOR FILME – ANTESTREIAS MUNDIAIS – 107’ – v. o.
Jornada de Papel – Emanuel de Oliveira, Maria Ana Marques – 7’ 40’’ (Port)
Mesmo com barcos feitos de papel é possível expressar o que é a Humanidade e sentimentos como o amor, a generosidade e a solidariedade.

Refém – Pedro Mira – 15’ (Port)
Uma jovem é levada acorrentada para uma casa abandonada. O que esconde o seu carcereiro?

Skull 2: A Variation or the Wars to Come – Luís Miranda – 2’ (Port)
Um dos arquétipos e ícones visuais do cinema, a caveira, e o que ela significa, enquanto representação nas artes visuais e no cinema. Cinema Experimental.

Fruta Tocada por Falta de Jardineiro – Pedro Senna Nunes – 8’ (Port)
Expressar-se faz parte do ser humano. A água enquanto fonte de uma vida impossível, embala e consolida a figura de uma jovem mulher. Com poema de Jorge Listopad.

Misericórdia – Gonçalo Loureiro – 11’20’’ (Port)
Uma mulher vagueia pela floresta. Cenas de misticismo e fantasia onde as sombras espreitam.

Dilúvio – Eduardo Cruz – 35’ (Port)
Numa aldeia pobre, uma jovem família luta para sobreviver e ultrapassar a maldição. Lá fora, a chuva não pára.

Atrás da Porta – Tom Freitas, Bruno Acosta, Inês Paredes – 9’ 05’’ (Port)
Que monstros são os que se escondem atrás da porta? Se lhes abro a portam eles entram para sempre…

Meu Castelo, Minha Casa – José Mira – 15’ – EXTRA COMPETIÇÃO (Port)
Um treinador de ténis exige demasiado aos seus pupilos. O que se passa com eles.

NOTA: A ordem de exibição pode variar.

Meu Castelo, Minha Casa

18.15 • FANTASCLASSICS / HOLLYWOOD STARS
Suddenly, Last Summer – Joseph L. Mankiewicz – 114’ (E.U.A.) – 1959 – v.o. leg. port. br.

Se há estrela luminosa nos anos 50 é Elizabeth Taylor que começara como actriz criança ainda. Este é o filme que a lança como estrela adulta e baseado numa peça de Tennessee Williams. Mais tarde, Taylor brilha em “Cleopatra” realizado também por Joseph L. Mankiewicz em 1963. E torna-se a vencedora de dois Óscares, por “Butterfield 8”, em 1960, e por “Who’s Afraid of Virginia Wolf?” em 1966. Taylor é neste filme uma mulher belíssima avaliada por um psiquiatra (Montgomery Cliff) para ser lobotomizada, a pedido da tia (Katharine Hepburn) depois de uma morte na família.

 

21.15 • Alchemy of the Spirit – Steve Balderson (E.U.A.) – 92’ – CF – ANTESTREIA EUROPEIA – Fantástico – v.o. ingl.

Oliver, um artista que sobe em notoriedade, enfrenta a morte da mulher. O seu espírito volta 5 vezes, habitando uma dança entre a Vida, a Arte e a Morte. O realizador Steve Balderson visitou o Fantasporto em 1999 para apresentar “Pep Squad”.

 

23.15 • xxxHolic – Mika Ninagawa110’ (Jap) – CF – Fantástico /Manga – ANTESTREIA MUNDIAL – v.o.leg ingl.

Um estudante chamado Watanuki quer uma vida normal. Para se ver livre do que o atormenta, é guiado por uma borboleta até uma loja de uma bruxa onde se lê “posso satisfazer qualquer desejo”. No entanto, cada desejo concedido tem um preço. Uma superprodução belíssima baseada numa manga muito popular de Clamp, cheia de fantasia e acção, onde está presente a grande tradição estética japonesa.

xxxHolic

5ª FEIRA, 7 abril
16.15 • SESSÂO ESPECIAL DIREITOS HUMANOS

Saralish – Yaser Ahmadi, Behrooz Bagheri – 76’ (Afeg/ Irão) – SR – Drama – ANTESTREIA MUNDIAL – v.o. leg. ingl.

“Saralish” significa casamento arranjado. No Irão rural de hoje, dois homens dominam. Uma menina, Anar, é trocada por outra, Tara, sem qualquer intervenção das mães e torna-se assim mulher de um homem velho. E quando uma afegã que viveu na Alemanha regressa à aldeia para resolver o seu próprio casamento arranjado ainda no ventre da mãe, a sorte de todas as mulheres da terra só piora. Um alerta para a situação dos direitos humanos nestas paragens.

  Antecedido por…
O Consentimento não se Compra – Inês Renda, Ana Sofia Fernandes – 26’ Documentário (Port) – v.o. port.

Produzido pela Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, este documentário aborda o tráfico de seres humanos, especialmente a tragédia do tráfico de mulheres, as redes que as dominam e as levam para a prostituição.

 

18.15 • FANTASCLASSICS / HOLLYWOOD STARS
All About Eve – Joseph L. Mankiewicz – 138’ (E.U.A.) – 1950 – v.o. leg. port.

A mulher maquiavélica, a falsa ingénua, a insaciável que se insinua o círculo de amigos de uma estrela da Broadway já com uma certa idade, é o tema deste filme de Joseph L. Mankiewicz. Nele brilham a fantástica Bette Davis, uma das grandes actrizes da altura, George Sanders, Anne Baxter e Celeste Holm, todos famosíssimos na época. O Filme foi vencedor de 6 Óscares dos mais importantes, entre os quais Filme, Realização, Argumento, Actor Secundário (George Sanders), Guarda Roupa e Som, podemos ainda ver um pequeno papel, como Miss Casswell, Marilyn Monroe.

 

21.15 • Annular Eclipse – Zhang Chi – 97’ (Chi) – CF – ANTESTREIA EUROPEIA – Ficção Científica – v.o. leg. ingl.

Em 2030, numa metrópole que lembra “Blade Runner, o filme conta a história de um assassino, Ge, que está a tentar recuperar a sua memória ao mesmo tempo que executa missões para a sua organização. Uma grande produção chinesa que mostra uma versão fabulosa da Arquitectura do futuro. Selecção do Festival de Busan.

 

23.15 • SoulPark – Róbert Odegnál, Illés Horváth – 77’ (Hun) – CF – Fantástico – v.o. leg. ingl.

Um homem aparece nu na jaula dos crocodilos de um jardim zoológico. Não se lembra como foi lá parar nem onde andou nos últimos 3 anos. Um polícia em pré-reforma e uma jovem investigadora vão tentar descobrir o que se passa. Primeira longa-metragem dos dois realizadores.

 

Fledge

6ª FEIRA, 8 ABRIL
16.15 • S.O. CURTAS-METRAGENS COMPETIÇÃO C. FANTÁSTICO – 153’ – v.o. leg. ingl.

(A ordem de exibição dos filmes pode não ser a abaixo referida)

Fledge – Hanni Dombe, Tom Kouris – 15’25’’ (Isr)
Visitors –  Kernichi Ugana – 16’21’’ (Jap)
Elena Biruté Sodeikaité – 13’ (Lit/Fra/Croá)
Night Breakers – Gabriel Campoy, Guillem Lafoz – 17’ (Esp)
Zmiena – Pierre Renverseau – 13’46 (Fra)
Part Forever – Alan Chung-An Ou – 12’ 33’’ (Tai)
Unheimlich – Fabio Colonna – 15’ (Méx)
Grandpa – Valentine Rolland, Théo Bongiovanni, Hugo Martins, Sophie Ouvrard, Thomas Piot, Nell Molinier – 6’ 46’’ (Fra)
The Flight of Banog – Elvert Bañares – 9’ (Filip)
Told You – Cashell Horgan – 9’ (Irl)
Tranvia – Carlos Baena – 8’50’’ (Esp)
While We Stayed at Home – Gil Versely – 5‘ (Isr) – 2020
Shiny New World – Jan van Gorkum – 8’43’’ (Hol)

21.15 • The House Rick Osterman – 90’ (Alem) – CF – Ficção Científica – v.o. leg. ingl.

Na Alemanha de 2029, um jornalista estrela proibido de escrever, por ter caído em desgraça, e a sua mulher refugiam-se na sua casa da ilha que possui tecnologia avançada e onde se julgam a salvo. À medida que a situação política piora, a casa transforma-se, de um refúgio seguro num poderoso adversário. Uma imagem realista dum futuro tecnológico que usa o progresso para fins bem mais ancestrais, a manipulação do poder.

 

23.15 • Sometimes in the Dark/ A Volte Nel Buio – Carmine Cristallo Scalzi – 122’ (Ita) – CF – Horror – v.o. leg. ingl.

Uma aldeia remota nas montanhas cuja comunidade é afectada por uma doença misteriosa. Gorecki, o chefe dos doentes, apega-se a Giacomo, um rapaz “saudável”, e em quem vê uma oportunidade para a redenção e a salvação. Originalidade e imaginação a não perder nesta primeira longa do realizador que foi selecção do Festival de Trieste.

Jacinto

SÁBADO, 9 ABRIL
15.45 • 2049: The Hedgehog Effect – 162’ – (Taiwan) – CF – ANTESTREIA MUNDIAL – Ficção Científica – v.o. leg. ingl.

Os efeitos especiais de alta qualidade tornam credível este futuro próximo e um exemplo do que poderá ser a nossa vida com a tecnologia a invadir tudo. Num futuro possível uma mulher tenta matar-se no alto de um arranha-céus, rodeada de drones.

18.45 • FANTASCLASSICS / HOLLYWOOD STARS
Ninotchka Ernst Lubitch – 110’ (E.U.A.) – 1939 – v. o. leg port

Esta comédia romântica conta com a mítica Greta Garbo, foi realizada e produzida por Ernst Lubitch, com a participação no argumento de outro dos grandes do cinema norte-americano, Billy Wilder. Três agentes soviéticos chegam a Paris para vender as jóias confiscadas à aristocracia durante a Revolução Russa de 1917.

Este viria a ser o penúltimo filme de Greta Garbo que se retira do cinema, inesperadamente, em 1941. Teve 3 nomeações para os Óscares (uma delas por “Ninotchka”). Verdadeiro mito de Hollywood, recebe um Óscar Honorário em 1955.

 

21.15 • Jacinto – Javi Camino – 95’ (Esp) – SR -Drama – v.o. leg. ingl.

A vida pacata de uma aldeia galega é abalada pela chegada de uma filha de terra e da sua amiga sueca, ambas pertencentes a uma banda de “heavy metal”. Para Jacinto, um jovem com uma deficiência mental que acredita no padre da terra, elas são o diabo em pessoa. Este filme foi Prémio de Público da Secção Panorama no Festival de Sitges e Prémio do Juri no Festival de Austin.

 

23.15 • Baby Assassins – Hugo Sakamoto (Jap) – 95’ – SR – ANTESTREIA EUROPEIA – Thriller – v.o. leg. ingl.

A alienação da juventude, o “dressplay” e a tecnologia à japonesa numa época em que a insensibilização da juventude é promovida em jogos e filmes. Chisato e Mahiro são duas adolescentes estudantes à beira de terminar os estudos. Também são duas assassinas de alto calibre. Quando a organização que as contratou as manda viver juntas, cria-se a parceria perfeita.

DOMINGO, 10 ABRIL

15.15 • FILME PREMIADO

17.15 • FILME PREMIADO

19.15 • FILME PREMIADO

21.15 • FILME PREMIADO

 As sessões podem ter ligeiros atrasos.

 

EXTRA- CINEMA

EXPOSIÇÃO CARTAZES DO FANTASPORTO

“FANTASPORTO- 40 ANOS DE TENDÊNCIAS “

Uma visita à evolução do grafismo nos cartazes do Fantasporto, com curadoria de João Dorminsky e reproduções de André Rocha.

Como se representa a alma de um evento que cada ano muda, tem filmes sempre novos, respeita o espírito dos tempos, obedecendo às tendências artísticas da altura?

Desde 1981, na primeira edição do Fantasporto e do belíssimo desenho de José Manuel Pereira, co-fundador do festival, até hoje, o cartaz vai passando por muitas interpretações do que é o cinema e do que significa a imaginação. Vendo-os hoje, 40 anos depois, nota-se que sempre capturaram a modernidade e a estética do seu tempo, espalhados nas ruas, nas páginas do catálogo ou do programa de mão, imagem de um grande festival num país pequeno, viajando até às mãos de realizadores, produtores ou distribuidores do mundo inteiro. Esta exposição mostra os primeiros cartazes e os últimos. Ingénuos uns, outros mais artísticos, uns desenhados, uns pintados, outros totalmente digitais e em que os temas são diversificados mas sempre fortes. Uma linguagem gráfica que falou depois nas ruas da cidade do Porto, nas fachadas dos teatros por onde o festival passou, sempre a mostrar que o amor ao cinema pode ser também expresso por um belo cartaz.
Abertura – Dia 1 de Abril às 18h

 

 

APRESENTAÇÕES LIVROS 

 Dia 3 Abril – DOMINGO – 17h
SANGUE NOVO: UMA ANTOLOGIA
Colectânea de Contos – Editora Ler Devagar

O autor e editor Pedro Lucas Martins desafiou 15 (ainda) desconhecidos autores de terror Portugueses a participar numa antologia organizada por ele e o “Sangue Novo: Uma Antologia” – Edição de Pedro Lucas Martins – Ler Devagar (Lisboa). Do cómico ao macabro, do estranho ao sobrenatural.

“A antologia Sangue Novo surge da constatação de que não existem, em Portugal, obras de terror suficientes, em especial antologias, sendo que as que existem não apostam exclusivamente em novos autores. Compreensível, uma vez que este género literário é um risco, e maior risco será se a ele se juntarem novos autores, de talento desconhecido.

Esta obra pretende correr esse risco; ser uma pioneira, para que outras lhe sigam as pisadas. Todos os quinze autores que a integram têm uma voz própria, plena de um potencial que se cumpre. Todos eles são promissores arautos de uma mudança nesta categoria literária.

Da ideia à concretização, decorreu menos de um ano, mas nada foi apressado. É um projecto com claras intenções: a de oferecer um palco às histórias destes autores, a de promover o terror literário nacional e a de que estas duas intenções se possam combinar e contribuir para uma mudança de paradigma em relação ao género.” SANDRA HENRIQUES.

 

Dia 5 Abril – 3ª feira – 17h
FANTASPORTO 40 ANOS: UMA HISTÓRIA DE CINEMA
Beatriz Pacheco Pereira – Edição Cinema Novo

Um olhar completo em 600 páginas de texto e imagem, profusamente ilustrado com centenas de fotos sobre os 40 anos do Fantasporto (1981-2020), percorrendo os programas ano a ano, os cartazes, as importantes descobertas de novos realizadores com os seus primeiros filmes, a presença de muitos deles nos Óscares, a listagem de filmes e as caras de convidados e profissionais que visitaram o festival, os amigos e impulsionadores do Fantas desde a sua origem, os participantes, as cartas de personalidades e homenagens recebidas.

Beatriz Pacheco Pereira nasceu no Porto em 1951. Estudou nas Universidades de Coimbra e do Porto tendo-se licenciado em Filologia Germânica. Com actividade em diversas áreas da Cultura, é escritora, crítica e investigadora de cinema e escultora. Foi a primeira mulher a escrever crítica de cinema num jornal diário em Portugal e foi co-fundadora do Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto. Tem vários livros publicados, de ensaio, crónica, conto e romance. Além deste livro sobre o Fantasporto, publicou também em 2021 um romance, “Alice e os Abutres”, com edição Âncora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.