Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Dante, o novo álbum de Luís Louro

DANTE, uma edição da Ala dos Livros, é o maior e mais ambicioso trabalho do autor Luís Louro, que assim se reafirma como um nome marcante da BD nacional.

França, Segunda Guerra Mundial. Um feroz combate aéreo terá consequências inesperadas para o pequeno Dante quando uma patrulha de ocupantes nazis se instala em sua casa.

Dande, de Luís Louro

Para se proteger, Dante é forçado a entrar na floresta, sob a guarda de um companheiro improvável. Mergulhado nas luzes (e sobretudo nas sombras…) desse mundo proibido, percebe que há ligações que não se podem quebrar com o mundo real. Há monstros que nos perseguem, mas nem todos são o que parecem… Porque mesmo os monstros têm as suas histórias. No fundo, quem são os monstros, afinal: será que se escondem dentro do armário por terem medo de nós?

Dande, de Luís Louro

Livremente baseada no clássico de Dante Alighieri, “A Divina Comédia”, o autor surpreende-nos a cada página – como fizera com “Alice” – com variações subtis no ambiente, na narrativa cinematográfica, nas personagens e nas muitas referências que podemos (re)encontrar a cada leitura. Graficamente surpreendente, e pela primeira vez de forma inteiramente digital, Luís Louro explora ao limite os contrastes e complementa o seu estilo característico com um desenho realista e documentado dos diversos equipamentos e aparelhos militares.

Dande, de Luís Louro

A par de uma expressão gráfica impressionante, onde imperam cor, luz e sombras, o autor apresenta-nos a um imenso conjunto de novas personagens que passam a fazer parte do seu Louroverso em expansão e pelas quais é impossível não nos apaixonarmos. Numa viagem tripartida entre o inferno, o purgatório e o paraíso, esta é uma história inesquecível, de ternura e crueldade. 

Dande, de Luís Louro

Luís Louro, nasceu em Lisboa em Junho de 1965. Depois de ter terminado o ensino secundário, e desde sempre apaixonado pelas artes gráficas e pela imagem, ingressou na Escola António Arroio onde completou o Curso de Técnico de Meios Audiovisuais.

A sua incursão na BD remonta a 1980, ano em que em parceria com António José Simões (Tozé Simões), criou pequenas histórias, algumas das quais viriam a ser publicadas em diversos fanzines entre 1985 e 1990.

Dande, de Luís Louro

E é precisamente no ano de 1985 que Luís Louro vê pela primeira vez editada uma história de sua autoria numa revista de publicação regular: estávamos a 1 de Abril de 1985 e a história Estupiditia II surgia nas páginas do “Mundo de Aventuras” (revista coordenada à época por Jorge Magalhães).

Este é o ponto de partida para as publicações “profissionais” que se sucedem no “Diário Popular”, “Jornal Júnior” ou em “O Mosquito” (5ª série). Seria aliás no “Sábado Popular”, um suplemento do jornal “Diário Popular”, que viria a estrear-se, em Outubro de 1985, a série Jim del Mónaco (lançada em álbum, em 1986, pela Editorial Futura, que viria a publicar 4 títulos).

Dande, de Luís Louro

Paralelamente, e ainda em 1989, a parceria Louro & Simões estreia-se na Edições Asa, onde é lançado o primeiro álbum da série Roques & Folque (que contaria com um total de 3 títulos). Será ainda a Edições Asa a retomar, em 1991, a série Jim Del Mónaco, tendo publicado, entre 1991 e 1993, sete álbuns a cores. Depois de um interregno de alguns anos, dois novos títulos surgem em 2015 (O Cemitério dos Elefantes) e em 2017 (Ladrões do Tempo).

A partir de 1994, ano de lançamento do primeiro tomo de O Corvo, Luis Louro assume também os argumentos e assina sozinho álbuns como Alice (1995), Coração de Papel (1997), Cogito Ego Sum I (2000), Cogito Ego Sum II (2001). Esta carreira a solo seria, no entanto, pontuada por algumas colaborações com diversos argumentistas, como Rui Zink (O Halo Casto – 2000), João Lameiras e João R. Santos (Eden 2.0 – 2003), Nuno Markl (O Corvo – Laços de Família – 2007) ou Rosa Lobato de Faria (ABC das Coisas Mágicas).

Dande, de Luís Louro

Ao longo da sua carreira enquanto desenhador de BD, Luís Louro ganhou vários e importantes troféus, tendo integrado, em 1998, a comitiva “Perdidos no Oceano“, que constituiu a representação de Portugal como país convidado no 25.º Festival Internacional de Angoulême.

Depois de Watchers (dois álbuns publicados em 2018) e Sentinel (2 álbuns editados em 2019), Luís Louro integra em 2020 o catálogo da Ala dos Livros, com a edição de O CORVO – INCONSCIÊNCIA TRANQUILA (2020), ALICE (2020), Os Covidiotas – 1ª Vaga (2021), O CORVO – INIMIGOS ÍNTIMOS (2021) e Os Covidiotas – 2ª Vaga (2022).

DANTE é o seu mais recente álbum, com referências livremente inspiradas em “A Divina Comédia” obra incontornável de Dante Alighieri. Uma viagem inesperada, profunda e surpreendente à Segunda Guerra Mundial, acompanhada por um ambiente fantástico e um conjunto de personagens apaixonantes que expandem de forma impressionante o Louroverso, naquele que é maior e mais ambicioso projecto gráfico do autor.

Dande, de Luís Louro

DANTE
Argumento e desenho: Luís Louro
128 páginas. Cor
Capa Dura. 235 x 310 mm
Maio de 2022. Ala dos Livros
PVP: 26,50 €
ISBN: 978-989-9108-02-8
Compra aqui com 10% Desconto e Portes Grátis

Inclui caderno de extras e esboços.
Oferta de print original, numerado e limitado a 75 exemplares, disponível através da loja online da editora e de algumas livrarias especializadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.