Cinema: Crítica – Vingança Perfeita (2019)

Foi em 2008 que Busca Implacável pôs Liam Neeson novamente no mapa como uma das maiores estrelas de acção, iniciando uma onda de filmes de série-B com premissas básicas mas incrivelmente divertidas de se ver que mostram a rentabilidade destes filmes de acção. De longe, Vingança Perfeita aparenta ser mais um a juntar à colecção de filmes deste género, mas prova ser algo muito para além disso.

ColdPursuit_VingançaPerfeita_01

Nels Coxman (Neeson) é um condutor de um limpa-neve na pequena cidade de Kehoe, onde a neve é uma constante. Vivendo uma vida pacata numa cabana com a sua mulher Grace (Laura Dern), a certo dia recebem a notícia da morte do seu filho por overdose, algo bizarro já que ele não era um drogado, o que obriga Nels a perseguir uma investigação pelas próprias mãos até chegar ao topo. O que Nels não estava a contar era estar no meio de uma guerra territorial entre Viking (Tom Bateman) e Touro Branco (Tom Jackson), dois dos grandes barões de droga locais.

ColdPursuit_VingançaPerfeita_03

Hans Petter Moland faz então um remake do seu filme norueguês Kraftidioten que traçam muitos pontos em comum, inclusive certos planos que são cópias da sua obra original. No entanto, Moland também expande sobre o filme de 2014, incluindo uma boa dose de comédia negra totalmente inesperada e que dá muito valor a algo que poderia passar ao lado de muita gente. Existe uma cena em particular onde Nels pergunta ao seu irmão, um ex-criminoso, qual é o objectivo de os gangsters todos terem alcunhas como “Touro Negro” ou “Esquimó”, o que mostra uma sensibilidade perante os clichés típicos deste tipo de filmes.

  Cinema: Crítica - Jumanji: O Nível Seguinte (2019)

Equilibrando momentos sérios com outros menos sérios, Vingança Perfeita traz novamente Liam Neeson ao centro da atenções, enquanto o mesmo vai em mais uma aventura para vingar, nunca faltando os fabulosos tiroteios e cenas de porrada onde a contagem de corpos é tão importante quanto o seu derradeiro objectivo até ao topo. Além disso, a introdução de uma narrativa paralela, ligada aos gangsters índios, abre caminho para uma história que insiste em querer ser diferente dos seus predecessores, algo que podemos considerar notável no grande ecrã.

ColdPursuit_VingançaPerfeita_02

Não há forma de escapar ao charme da missão de Neeson versus Bateman, repletos de violência, contando com um sentimento caloroso no ambiente frio. Garantidamente, Vingança Perfeita surpreende pela positiva com o seu talento em se destacar do resto de um grupo já exagerado de clichés, sendo um remake capaz de ser mais ou melhor que o filme original.

  • Vingança Perfeita estreia a 7 de janeiro 2019 nos cinemas

Nota Final: 7/10

Ricardo Du Toit

Ricardo Du Toit

Fã irrepreensível de cinema de todos os géneros, mas sobretudo terror. Também adora queimar borracha em jogos de carros.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *