Cinema: Crítica – Prospect (2019)

No meio de tantos blockbusters, é fácil deixar escapar algumas jóias que passam por despercebidas, como poderia ser o caso de Prospect, escrito e realizado por Christopher Caldwell e Zeek Earl.

O duo estreou uma curta, com o mesmo título no SXSW em 2014 e desde então tornou-se numa das curtas-metragens mais vistas no Vimeo, dando o inicio dum longo processo de expandir a sua ideia para uma longa-metragem. Com um orçamento abaixo do 4 milhões de dólares e uma expectativa para cumprir, Prospect poderá ser o primeiro de muitos filmes a fazerem furor dentro do género.

Prospect_03

Damon (Jay Duplass) e Cee (Sophie Thatcher) são pai e filha, também eles dois viajantes espaciais, que recebem uma missão de escavação numa lua com alta toxicidade, esperando encontrar algo que os torne ricos o suficiente para sobreviverem. No que era suposto de ser uma missão para a vida, rapidamente se torna num grande problema, já que não são os únicos a vaguear pela lua.

À primeira vista, é aparente o cuidado e o esforço que os cineastas fizeram para maximizar recursos, criando um enorme universo repleto de ideias da ficção científica onde nada é descuidado. Tudo merece a nossa atenção, desde a edição, o som ou os poucos mas importantíssimos actores, que muito fazem para mover esta narrativa para a frente duma forma verdadeiramente interessante.

Prospect_02

Certamente que não será fácil criar tamanho universo, ainda mais num filme independente que faz por mostrar as suas qualidades em ser algo incrivelmente bem pensado e, sobretudo, bem feito, onde as personagens partilham a mesma importância quanto o mundo que elas percorrem, num filme sem quantidades absurdas de CGI que na realidade contribuem para uma obra melhor.

  Análises BD: The Fade Out - Crepúsculo em Hollywood

Respeitando as suas inspirações, o filme destaca-se pela sua personagem principal feminina, que está à frente e ao centro desta narrativa, como a exploradora corajosa com uma personalidade que nos intriga de forma pessoal. Há um desenvolvimento pessoal a olhos vistos, tendo ela que tomar decisões difíceis enquanto nos deixa a torcer por ela e mantém um forte sentido de aventura, algo essencial para o ritmo do filme.

Prospect_01

Desta forma, é impossível ficarmos indiferentes com Prospect, cuja humildade captura uma magia que parece se ter perdido nos últimos anos em troca de números de bilheteira e vendas de merchandise, oferecendo aqui uma experiência único e bem-vinda que tanto fãs hardcore do sci-fi, como fãs de cinema diferente, com certeza irão apreciar bastante. Seja esta a prova viva que com pouco dinheiro e muita criatividade se faz algo brilhante.

Nota Final: 8/10

  • Prospect é o Filme de Abertura do Fantasporto 2019, a passar no dia 22 de Fevereiro pelas 21:00.

Ricardo Du Toit

Ricardo Du Toit

Fã irrepreensível de cinema de todos os géneros, mas sobretudo terror. Também adora queimar borracha em jogos de carros.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *