O Dia Mais Curto

Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Cinema: Crítica – Devotion – Uma História de Heróis (2022)

Num ano em que Top Gun: Maverick arrasou por completo o box-office mundial, o interesse por filmes com aviões de guerra subiu a pique, existindo inúmeras histórias que poderiam ser contadas com estes marinheiros do ar. A sugestão do actor Glen Powell, que protagoniza e produz Devotion – Uma História de Heróis, este quer homenagear todos aqueles que combateram numa guerra esquecida, num filme emocionante.

Tom Hudner (Powell) é um tenente da Marinha que se junta a um grupo de pilotos de elite, conhecendo o seu novo parceiro do ar, Jesse Brown (Jonathan Majors), formando uma irmandade que os leva a várias partes do mundo. Chegando o dia que é revelado que terão que combater para estabelecer a ordem entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, os mesmos vêem-se do outro lado de uma guerra heróica.

Com mais de duas horas de filme, é notável que o mesmo seja estruturado com uma fórmula tradicional, ao mesmo tempo que cuidada, tomando o seu tempo para introduzir as personagens e solidificar a sua irmandade, através de uma série de eventos. Numa altura pós-Segunda Guerra Mundial, a existência de pessoas de cor em cargos militares ainda causava incómodo a certas pessoas. É um fardo que Jesse carrega sobre os ombros, audível no seu ritual enquanto se olha ao espelho, ditando todas as coisas más que lhe disseram à cara. A raiva é um bom motivador, mas também ter um melhor amigo a proteger-nos.

O que se segue é um conto sobre uma amizade que se forma e se revela durante as viagens dos pilotos, onde as suas forças serão testadas ao limite, enquanto amigos e soldados. É uma história inspirada em factos verídicos algo relevante, tendo em conta o legado deixado por Jesse Brown na vida real. É igualmente impressionante como tudo aconteceu, com o filme a reflectir de forma sensível os eventos reais.

No entanto, no meio de um filme sólido, está algo contido e focado em entregar a melhor versão desta história possível, invés de uma obra cinematográfica predisposta para o espectáculo blockbuster. Para um filme com muitos aviões, ele tem os pés muito bem assentes na terra, e faz disso a sua melhor qualidade. Isto é notável ao vermos a irmandade entre Powell e Majors, dois actores com currículos invejáveis, que aqui brilham como é devido.

Assim, Devotion – Uma História de Heróis é um filme competente, conseguindo equilibrar a premissa dramática com um tradicional filme de guerra, homenageado um dos grande heróis norte-americanos, dando luz à guerra esquecida.

Nota Final: 7/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *