Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Cinema: Crítica – Bullet Train: Comboio Bala

Todos os Verões, vivemos na esperança de haver um blockbuster não ligado a super-heróis, ou sequer qualquer tipo de franchise, querendo uma experiência contida para passarmos duas horas num cinema com ar condicionado e o maior entretenimento que possa haver naquele momento.

Felizmente, num acontecimento raro, Bullet Train: Comboio Bala (Trem-Bala, no Brasil) é uma das experiências que chega aos cinemas, pronto para nos dar exactamente aquilo que pedimos.

Ladybug (Brad Pitt) é um assassino treinado que aceita uma missão de última hora, um simple roubo de bagagem de um comboio bala em Tokyo. Acontece que Ladybug não está sozinho, com outros assassinos, como Prince (Joey King), Lemon (Brian Tyree Henry) & Tangerine (Aaron Taylor-Johnson), entre outros, que têm os seus motivos paralelos para estarem presentes e todos ligados à bagagem pertencente de White Death (Michael Shannon).

O que se segue é uma viagem imparável de comédia e acção, com muita intriga pelo meio. O que era suposto ser uma missão bastante simples, torna-se numa complicação mortal com muitas partes a mexerem-se.

Aliado à história está o grande leque de personagens distintas e igualmente divertidas. Ladybug está a passar por uma fase em que quer resolver tudo sem recorrer à violência, enquanto que Lemon & Tangerine, os “gémeos”, apenas querem chegar ao destino final inteiros, enquanto Prince tem toda uma agenda própria. À medida que a viagem decorre, vamos percebendo como tudo está interligado. mas não sem grandes doses de acção e muitos, muitos, risos.

David Leitch combina aqui tudo o que lhe trouxe até este momento, com a carreia iniciada com John Wick, o realizador ainda passou por Atomic Blonde – Agente Especial, Deadpool 2 e Velocidade Furiosa: Hobbs & Shaw, demonstrando o que é efectivamente o seu filme mais equilibrado até agora, estando em pleno auge do entretenimento.

Com um elenco de luxo como este, Leitch oferece um tempo de antena justo entre praticamente todos eles, raramente se sentindo que algum deles se está a tornar chato, com grande destaque a Tyree Henry e Taylor-Johnson como a dupla fantástica.

Assim, Bullet Train: Comboio Bala é um dos melhores filmes de Verão dos últimos anos, cujo principal objectivo é simplesmente cumprido, deixando-nos com um sorriso de orelha a orelha à saída da sala. Mesmo com alguns problemas muito ligeiros na narrativa, este é imediatamente compensado com o enorme carisma da personagens e toda a acção que nos é oferecida com a maior animação em luzes neon.

Nota Final: 8/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.