Cinema: Crítica – A Outra (2018)

Um homem começa a questionar a sua vida ao conhecer a nova namorada do melhor amigo. A Outra estreou a 11 de outubro nos cinemas.

Daniel Auteuil, realizador e protagonista de A Outra (Amoureux de ma femme), interpreta Daniel, um homem que começa a questionar a sua vida ao conhecer a namorada do melhor amigo, Patrick (Gérard Depardieu), anos após ter finalizado o casamento de 30 anos com a melhor amiga da mulher de Daniel. Daniel e Isabelle (Sandrine Kiberlain) continuam espantados pelo modo como este largou a sua mulher por uma bastante mais nova, Emma (Adriana Ugarte), e tentam ao máximo afastar-se do relacionamento amoroso do seu amigo. Porém, Daniel passa por Patrick na rua e é incapaz de recusar um jantar entre os quatro, sendo este encontro o foco principal da história.

A Outra apresenta uma estrutura bastante madura perante a comédia, não só por parte dos atores que contém um carisma hilariante individual e coletivo, mas também pelo modo como está efetivamente editado. O início do filme não deixa claro se Emma existe mesmo, relembrando filmes como Rebecca, de Hitchcock, no qual a personagem é constantemente discutida mas nunca chega a surgir no ecrã. No entanto, minutos depois vemos finalmente Emma, uma rapariga bastante mais nova do que as restantes três personagens, e dá-se inicio à imaginação divertida do protagonista enquanto decorre o jantar marcado.

  Homem-Aranha continua a liderar o box office?

Deste modo, a edição foi mencionada pois existem constantemente cortes durante este encontro cujos demonstram a imaginação de Daniel do que seria viver com aquela jovem, valeria a pena deixar a sua mulher por isso? É essa a mensagem principal desta obra cinematográfica enquanto nos diverte minuto a minuto com falas inesperadas e bem construídas. O passado, presente e futuro é sempre questionado e torna a história mais cativante para além do seu fator humorístico.

Em relação ao terceiro ato, e sem entrar em pormenores profundos, a sensação de anti-climático é bastante forte e dura cerca de 15 minutos. Por consequência, o encenador das peças de teatro de Emma aborda o real e irrealismo durante um pequeno diálogo e dá-nos uma pequena percepção que o que visualizamos por vezes não é autêntico.

A Outra é um filme direto e bastante divertido que eleva a coleção de filmes de comédia que o cinema francês tem fornecido ao mundo. As interpretações contém um humor e química natural, principalmente do elenco mais veterano e conhecido no género.

  • A Outra estreou a 11 de outubro 2018 nos cinemas

5/10

Tiago Ferreira

Tiago Ferreira

Estudante de Cinema e Teatro, Crítico de Cinema, Fotógrafo novato e Cosplayer.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *