Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Análises: 22 Racing Series, The Fridge Is Red, e outros

Hoje trazemos-vos uma ronda de análises de videojogos com: 22 Racing Series, The Fridge Is Red, Little Orpheus, Casual Challenge Players’ Club e Paper Ghost Stories: 7PM

Little Orpheus

Desenvolvido pela The Chinese Room, Little Orpheus é a adaptação para o grande formato de um jogo originalmente pensado para os dispositivos móveis, mas ainda assim oferecendo muitos desafios a vários jogadores, tanto casuais, como experientes.

Dividido em vários episódios, controlamos um explorador, numa missão até ao centro da terra; descobrindo todo um conjunto de civilizações perdidas, selvas pré-históricas e muitos monstros pelo meio.

Inspirado pelo side scrollers clássicos, esta versão um bocadinho mais moderna aproveita-se da sua inguniedade para nos oferecer lindíssimos cenários para explorar e alguns puzzles para decifrarmos, enquantos admiramos esta versão da civilização.

Como muitos momentos de acção intensa, também propõe um conjunto de desafios genuinamente interessantes, que muitas vezes deixam-nos num pânico divertido e avassalador. Mesmo com a sua curta duração – o mesmo pode ser concluído em algumas poucas horas – há um sentimento satisfatório à medida que vamos avançando pelos episódios e concluir os objectivos.

Nunca uma adaptação mobile foi tão bem merecida.

Nota Final: 8/10

Little Orpheus está disponível para PC (Steam) (Epic Games Store), Xbox One, Nintendo Switch e PlayStation 4

Casual Challenge Players’ Club

Jogos de bilhar… já está tudo inventado, sim? Então o que nos poderão trazer de diferente para os poder jogar? Na realidade não sei bem, mas pelo menos a jogabilidade terá de ser boa. Infelizmente isso não acontecer em Casual Challenge Players’ Club. Este jogo de bilhar visto de cima distribuído agora pela Eastasiasoft, vem do Yume Game Studio e faz parte de uma série maior de títulos casuais baseados em anime. 

Mas era preciso que fosse baseado em anime? Isso traz algo de novo? Não. Apenas jogamos como uma personagem de anime que é completamente irrelevante para o jogo, e fomos convidados para um clube de elite onde apenas estão os melhores jogadores do país para competir por títulos e troféus. Esses desafios são então apresentados por três bonecas de animação japonesas só porque sim.

Em single player aquilo tem uma série de níveis para passar, mas basicamente és tu sozinho. Não tens adversários IA para competir nem nada.

Seja como for, o jogo é tão difícil devido à péssima física que logo me desinteressei por ele. Quando há jogos mobile ou até mesmo em Flash, melhores que este, perder mais tempo a jogar era literalmente perder minutos preciosos de vida. 

Nota Final: 1/10

Casual Challenge Players’ Club está disponível para PC, Xbox One, Nintendo Switch e PlayStation 4

The Fridge Is Red

As antologias de terror são muitas vezes reservadas para o cinema e a televisão, mas ultimamente têm chegado aos videojogos, e The Fridge Is Red certamente garante uma experiência mais bizarra, mas igualmente intrigante.

Perfeito para o Halloween, o jogo oferece seis histórias diferentes, onde os jogadores terão que seguir pistas em lugares bizarros, e tentar perceber o que está dentro deste misterioso frigorífico vermelho.

A parte positiva é que há muito para experienciar e com uma intensidade que muitos poucos jogos de terror são capazes de ser. Este quer, e muitas vezes consegue, fazer-nos saltar da cadeira ou deixar-nos com reviravoltas na barriga.

A sua estética mais estranha é abraçada com muito carinho à medida que vamos passando os seis níveis propostos, onde o medo mistura-se muito be com o sangue e o mistério prevalece.

The Fridge Is Red não é de todo um jogo que se guia por uma abordagem inteiramente tradicional, e ainda bem. É um jogo com uma personalidade muito própria e muito bem vinda nos dias de hoje.

The Fridge Is Red está disponível para PC.

Nota Final: 8/10

Paper Ghost Stories: 7PM

Continuando nos jogos de terror, chega-nos Paper Ghost Stories: 7PM, desenvolvido pela The Hidden Levels.

Com um visual baseado nos recortes de papel, como antigamente, esta história curta em volta de três crianças, um vizinho recém-chegado e uma proposta de amizade que se torna num pior pesadelo, temos aqui presente um jogo que deverá ser aplaudido pela sua originalidade.

As suas influências lovecraftianas, junto com uma experiência de jogo muito diferente do que o habitual, significa que pelo menos durante meia hora há algo muito único e muito divertido para jogar neste jogo contido.

No fim, é fácil ficarmos impressionados com esta conquista narrativa e tecnológica, nem que seja por ser diferente de outras experiências dentro do mesmo género.

Nota Final: 7/10

Paper Ghost Stories: 7PM está disponível para PC e Xbox.

22 Racing Series

Quando Wipeout saiu na PlayStation original em 1995, o mundo ficou rendido a conduzir naves espaciais em pistas de corrida, numa abordagem diferente em paralelo com os tradicionais jogos de corridas, que pela aquela altura também eles estavam a subir de nível pelas consequências tecnológicas.

Passado muitos anos, Wipeout continuou a dar cartas na consola da Sony, mas 22 Racing Series que, em conjunto com uma física altamente realista, quer mostrar-nos como é mesmo correr num veículo a mais de 1.000km/h.

A combinação entre RTS (Real Time Stratergy) e um modelo de física realista, desenvolvida pela GOATi, reflecte também no seu desenvolvimento e vontade de demonstrar um panorama afectado pelo clima. Por exemplo, existem pistas em locais como Antartica e Florida, ambos a sofrerem com as alterações climatéricas.

Por outro lado, a jogabilidade dedicada foi claramente bem pensada, onde o uso de recursos para melhorar o nosso veículo força uma mudança de estratégia constante à medida que vamos nos familiarizando com as pistas e os veículos. Da mesma forma, estes upgrades não se mantêm na próxima corrida, tendo que o jogador fazer os possíveis para conseguir apanhar novos recursos para vencer a partida.

É definitivamente uma abordagem interessante e diferente do que estamos hoje habituados, desafiando algumas das convenções tradicionais, mas há aqui um jogo divertido no meio de 22 Racing Series. Apenas não será imediatamente reconhecível por parte de jogadores à procura de algo mais casual, ou que apenas simplesmente andar às voltas, requerindo alguma dedicação e aprendizagem. Para aqueles que ficam por cá, certamente irão encontrar uma experiência recompensadora.

Nota Final: 8/10

22 Racing Series está disponível para PC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *