Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos: Análise – The Sims 4: My Wedding Stories

Suspiremos em conjunto enquanto desempacotamos aquele que é o 51º DLC de The Sims 4. O jogo tem sofrido inúmeras críticas por parte dos jogadores, e na tentativa de corresponder às expectativas, a EA tem lançado mais e mais conteúdo pago que, infelizmente, chega em pequena quantidade mas quase sempre com peso na carteira.

The Sims 4: My Wedding Stories podia ter fugido desta norma. Na altura em que foi anunciado, a reacção dos jogadores até foi bastante positiva, com a possibilidade de tornar a experiência dos casamentos em jogo numa actividade mais complexa e pormenorizada. No entanto, tendo sido lançado em Fevereiro, o pack foi alvo de duas fortes críticas. Uma foi em relação ao seu lançamento na Rússia, que explico em pormenor no fim desta análise. A segunda crítica foi o facto de o pack ter sido lançado incompleto, inacabado e recheado de bugs. Os jogadores estavam a comprar uma expansão que era praticamente impossível de jogar, pois as suas funcionalidades não funcionavam como devido. Flash-forward para o dia 31 de Março, e finalmente a EA corrige os bugs deste polémico Game Pack. Será que foi desta?

My Wedding Stories chega para satisfazer os desejos dos jogadores que sonham com o casamento ideal num local digno de um filme de Hollywood. O pacote introduz uma quantidade substancial de roupa e acessórios para o estilo feminino, a verificar-se a habitual escassez no estilo masculino. As peças são bonitas, com um grande número a ter uma influência oriental. No modo de construção, a quantidade também é notável (principalmente tendo em conta que é um Game Pack), com todos os objectos a serem, evidentemente, apropriados para casamentos.

Mas é na jogabilidade que a expansão brilha. My Wedding Stories introduz um novo tipo de edifício, as Wedding Venues, que permitem ao jogador criar um lote para os seus casamentos. E embora a nova cidade, Tartosa, tenha em si apenas uma Wedding Venue, estão disponíveis mais 5 na galeria para o jogador colocar onde bem desejar.

O sistema de casamentos é agora muito mais complexo. Para os despachados, que só estejam interessados no pacote pelos seus objectos e/ou roupas, continua a existir a opção de casar instantaneamente. Mas os ditos “Legacy Players”, que fazem do seu jogo a melhor simulação possível da vida real, encontram aqui um óptimo acrescento à época nupcial.

Após estarem noivos, os Sims podem começar a planear as festividades através do calendário, computador ou da interacção com o/a noivo/a. Os eventos, que funcionam como os eventos sociais já presentes no jogo, permitem realizar cada momento importante de um casamento, desde a despedida de solteiro, passando pelo jantar de ensaio, até ao casamento propriamente dito. Cada evento tem um conjunto de actividades à escolha, e eventualmente ao terceiro evento percebe-se que, infelizmente, são sempre as mesmas (se bem que, na vida real, também acabam por ser…). Estes eventos funcionam bem, com situações nunca antes vistas nos Sims, como todos a sentarem-se à mesa para comer (sim, é verdade. Eu também não queria acreditar no que estava a ver.). No entanto, sente-se um pouco a falta de orientação: o evento tem uma pontuação no fim, no formato de uma taça de bronze, prata ou ouro, mas em lado algum existe a explicação de como melhorar a pontuação. Outro pequeno problema, o evento tem claramente um tempo limite, mas a falta de um pequeno relógio como há noutros eventos do jogo torna o fim das festividades um momento sempre inesperado – e sempre acompanhado da ausência de uma notificação, nem que seja dos convidados a despedirem-se como é habitual, mais uma vez, noutros eventos. E a falta de notificações sente-se ao longo de todo o pack, como por exemplo na falta de resposta que não seja a reacção física dos Sims a convites de cargos no casamento (padrinhos, pessoa das alianças, etc.)

Pequenas falhas como estas tornaram todos os meus eventos numa procura stressante de cumprir uma checklist num tempo limite que eu não sabia qual era, para cumprir parâmetros desconhecidos que me dariam o ouro. Spoiler alert: nunca consegui o ouro em nenhum evento.

No entanto, o pack divertiu-me. Num certo evento, penso que no Family Gathering, uma das opções de local no planeamento era a casa dos Goth, uma família já veterana na história dos Sims. Lá foram os meus noivos e os seus amigos, e tal não é a minha surpresa quando, a meio da confecção do jantar, o Mortimer Goth se irrita connosco e nos expulsa por estarmos a invadir a sua casa. Mas o verdadeiro caos veio no dia do casamento propriamente dito.

Tinha eu planeado um casamento incrível. Escolhi uma Wedding Venue da galeria, um lindo set-up na praia chamado Felicita Sulla Sabbia. Escolhi um bolo de quatro andares com um padrão a imitar uma galáxia, porque o casamento ia ser fora deste mundo. O meu casal tinha roupa a combinar. Ia ser o dia perfeito.  Mas qualquer Simmer sabe que raramente as coisas correm como o planeado. Não é que não havia nenhuma casa-de-banho por perto? Os convidados desesperados acenavam, a pedir um sítio onde aliviar todo o álcool sumo que já haviam consumido, e eu ria-me às gargalhadas. Lá lhes dei uma WC de rua, e todos se acalmaram para ver os noivos darem o nó. Seguimos para a primeira dança, que foi profundamente ignorada por todos, e tal não é a minha surpresa quando percebo que algures entre pedidos de casa-de-banho e danças ignoradas a pianista contratada morreu e é o seu fantasma que está a tocar. E a cereja no topo do bolo deve ter caído de certeza, porque quando foi o momento de cortar o bolo este já estava estragado e cheio de moscas. Mas momentos como estes são o que levam de volta ao ambiente caótico de The Sims 1 – e, por muito imperfeitos que sejam, são os que mais me divertem.

My Wedding Stories é o pack para os amantes de casamentos – o evento, não o estado civil. Podia ser parte de um Expansion Pack muito mais abrangente, um pouco como The Sims 3: Generations, e incluir opções mais aprofundadas de vários marcos da vida humana. Mas esse não é o estilo de The Sims 4. Naquilo a que se propõe, e agora já corrigido com patches, My Wedding Stories é um pacote competente, ainda que um pouco repetitivo. Seis eventos para celebrar um casamento (ou 7, com a opção de renovar os votos sendo um deles), todos relativamente semelhantes mas com nomes diferentes, é excessivo. É uma experiência detalhada, mas que provavelmente o jogador só fará uma vez. As características que vão além dos eventos, como a prova de bolos ou a escolha do bouquet, acabam por não ser tão definidas, ficando dependentes do jogador para serem descobertas. E, na sua essência, não são impactantes.

Para complementar um jogo que já conta com 50 expansões, era preciso algo mais. Mais interessante, mais diferente, mas principalmente mais variado. Será que neste ponto a EA nos está a ouvir, sequer? Fica o desejo de que a próxima expansão siga os passos de The Sims 4: Paranormal Stuff e que inclua muito mais conteúdo do que estamos à espera. Até lá, felicidades aos noivos!

The Sims 4: My Wedding Stories está disponível para PC (Origin e Steam), PlayStation 4 e Xbox One/Series X|S.

*Nota sobre o lançamento do Game Pack na Rússia:

Numa altura pré-invasão da Rússia sobre a Ucrânia, a EA tomou a decisão de não lançar o pack na Rússia por ter representações da comunidade LGBTQIA+, algo que seria alvo de censura. Isto levou a críticas por parte da comunidade LGBTQIA+ da Rússia, que já vira o pack Cats & Dogs (que também tinha um casal gay) ser lançado sem problemas. Após um pedido de desculpas por parte da EA por uma decisão que foi pouco informada, My Wedding Stories foi lançado a nível mundial, sem qualquer alteração no jogo ou na capa, sendo uma semana depois retirado do mercado russo juntamente com todos os títulos da EA devido à invasão na Ucrânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.