Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

5 temas que inspiram o mundo da banda desenhada

O mundo da literatura é propício a contos e histórias épicas. Entre o romance ou o suspense, milhares de palavras dão sentido a personagens, locais, ou até mesmo sentimentos que só se sentem quando escritos. Por isso, não é de estranhar que muitos se percam em livros e tudo o que envolve os momentos de leitura.

comics

E por falar em momentos de leitura, um dos géneros mais procurados é o da banda desenhada. Os heróis, fações ou as lições de vida, são transcritos aos quadradinhos, acompanhados de visuais que atiçam a imaginação e geram a dúvida se não serão reais.

Nesse sentido, neste artigo, damos a conhecer alguns dos mais populares géneros de história aos quadradinhos. Onde é que este estilo se inspira? É isso que descobrimos, a seguir:

1. Super-heróis

Um dos tipos mais conhecidos de banda desenhada, os super-heróis apresentam personagens como o Super-Homem, Batman, Homem-Aranha e os X-Men. Estes heróis, que vestem capas e máscaras, usam os seus poderes para defender a humanidade.

Assim, desde que o Super-Homem apareceu pela primeira vez na banda desenhada Action Comics, publicada em 1938, o imaginário público tem sido cativado por super-heróis. Além disso, estes livros de história aos quadradinhos são frequentemente vistos como um tipo de mitologia contemporânea devido à sua ênfase na ação, aventura, e personagens memoráveis e icónicos.

Assim, mesmo enquanto algumas séries e personagens têm estado presentes desde os anos 40, novos heróis com habilidades únicas, fatos e universos ainda são criados e, a cada ano, surgem novidades.

2. Casino

A ideia típica de uma banda desenhada incluir seres sobrenaturais, protagonistas que combatem o mal, e outras ocorrências no mundo, é bastante comum. No entanto, nem sempre é assim. Existem temas bastantes variados e, em certos casos, bastante peculiares. É aqui que entram os casinos.

Se não sabia, a verdade é que existem histórias aos quadradinhos com lugar em casinos, e em algumas dessas histórias, as personagens principais estão ligadas às principais modalidades de casino.

Das slot machines, como Power of Thor Megaways, ao blackjack, passando pelo vermelho e preto da roleta que inspirou personagens como Roulette (Marvel), e muito antes da migração dos casinos tradicionais para plataformas online especializadas, as mesas de jogo são palco para confrontos entre heróis e vilões, as estratégias para desarmar o adversário, e a conquista de torneios significa a vitória do bem.

Caso para dizer, há diversos exemplos que mostram que existe muito “sumo” para explorar e escrever, quando o assunto é casino e banda desenhada.

3. Cyberpunk

O tema cyberpunk surgiu no início dos anos 80 e viajou rapidamente para o imaginário de quem gosta de utopias futuristas em que punks e hackers se revoltam contra a opressão das grandes empresas.

Nesse sentido, desde o início da indústria da banda desenhada moderna, o cyberpunk tem sido, sem dúvida, uma das influências estéticas e temáticas mais significativas. O argumento não é apenas um dos subgéneros mais apreciados das histórias aos quadradinhos de ficção científica, mas é também um pilar fundamental no mundo dos super-heróis.

Dizer ainda que, um número significativo de bandas desenhadas cyberpunk parecem ser assustadoramente semelhante aos factos que ocorrem no mundo real.

4. Fantasia

Histórias espantosas contadas através da fantasia existem há quase tanto tempo como as narrações dos super-heróis.

Este género ganhou destaque na Era de Ouro, principalmente da Marvel, e à medida que os super-heróis ganharam popularidade, muitos dos personagens, histórias e elementos dessa época começaram a ser incorporados nessas publicações.

A década de 70 foi marcada pelo aumento da popularidade deste estilo, na qual a ação central passa-se num mundo de fantasia e segue personagens mágicos.

Um dos maiores exemplos de culto do género é Sandman, criado por Neil Gaiman, que ganhou uma série televisiva na Netflix. Esse comic traz para a cultura pop elementos referentes às lendas e tradições dos sete pecados mortais. Sendo também, simultaneamente, lições de como o ser humano encara a vida.

Outra série de livros que ganhou o seu espaço e originou vários filmes foi o universo de Tolkien, com Senhor dos Anéis à cabeça. Este é dos exemplos onde a fantasia tem todos os ingredientes para uma história intemporal: monstros, anões, elfos, guerreiros, magos, entre outros personagens do fantástico.

5. Horror/Terror

As bandas desenhadas de terror foram publicadas durante um período substancial de tempo. Sendo que muitos elementos do género são incorporados em diferentes outros temas.

Entre vampiros, mortos-vivos e bruxas, muitas obras são de antologia, onde o mal, por vezes até pode vencer, como nas histórias do Drácula. Além disso, têm bastante sumo. As bandas desenhadas de horror têm uma série de tramas, não só chegam a um tipo específico de leitor. Sendo também ideais para quem gosta de experimentar uma leitura alternativa.

Por exemplo, sem este subgénero de banda desenhada de terror, não haveria The Walking Dead ou Tales From the Crypt.

Com efeito, após esta lista de temas fica o convite para uma leitura mais afincada sobre cada um dos temas. Algumas sugestões foram incluídas, agora só falta o momento de leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *