Heroína de Homem-Aranha ganha série de imagem real para TV

As aventuras da heroína Teia (Cindy Moon) vão passar pelo pequeno ecrã e não pelos cinemas, como chegou a ser noticiado.

A teia do universo de Homem-Aranha continua a ser expandida. Com as filmagens da terceira aventura de Tom Holland como aracnídeo a arrancarem em breve, sabe-se agora que Seda poderá ser a próxima personagem da Marvel a conseguir o privilégio de ter a sua próxima série de televisão em imagem real.
A Sony, que detém os direitos do universo Homem-Aranha, através da Sony Pictures Television está a desenvolver a série de televisão inspirada na heroína que apareceu nas páginas das bandas desenhadas da Marvel Comics.

Cindy Moon foi mordida pela aranha que mordeu Peter Parker e assim obteve os mesmos poderes, reflexos, velocidade de Homem-Aranha sem esquecer que os seus dedos também lançam teias. A personagem apareceu pela primeira vez em The Amazing Spider-Man vol.3#1 de Abril de 2014.
No grande ecrã, Cindy foi recentemente interpretada por Tiffany Espensen nos filmes Vingadores: Guerra do Infinito e em Homem-Aranha: Regresso a Casa. Por enquanto é desconhecido se a actriz nascida na China será novamente Cindy Moon, agora no pequeno ecrã.

Phil Lord e Chris Miller (Homem-Aranha: No Universo Aranha) são os produtores executivos da série, através da produtora Lord Miller, em conjunto com Amy Pascal (Homem-Aranha: Longe de Casa), a anterior directora da Sony Pictures Entertainment.

  "Welcome to the Blumhouse" em Outubro no Prime Video

Seda será a primeira adaptação televisiva abrangida pelo contrato de Lord e Miller com a Sony, onde está previsto que desenvolvam mais algumas séries de televisão baseadas nas personagens da Marvel pertencentes ao universo de Homem-Aranha. O contrato prevê ainda que também sejam desenvolvidos conteúdos para plataformas audiovisuais, para além de a dupla de cineastas supervisionar e acompanhar projectos desenvolvidos por outros argumentistas.


Coleção Definitiva Homem-Aranha Vol. 31 – Destino e Morte

Ricardo Lopes

Começou a caminhar nos alicerces de uma sala de cinema, cresceu entre cartazes de filmes e película. E o trabalho no meio audiovisual aconteceu naturalmente, estando presente desde a pré-produção até à exibição.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *