Lançamento: Corto Maltese – Na Sibéria

“Quando nos apercebemos de que o sonho é demasiado grande para se concretizar, restam duas alternativas: deixar de sonhar, ou continuar até ao fim, até à lenda…
Nos confins da China e da Sibéria, Corto e Rasputine perseguem o comboio blindado que transporta o ouro dos czares. Atravessam, assim, uma região que se encontra a ferro e fogo, esquartelada entre sociedades secretas e senhores da guerra, entre Russos vermelhos e brancos, entre tropas regulares e exércitos privados…
O campo de acção ideal para estes aventureiros românticos!”


Corto Maltese – Na Sibéria

Colecção: Corto Maltese
Nº de págs: 128
Autor: Hugo Pratt
Edições ASA
Edição: cartonada
PVP: 29,50€
(exclusivo Lojas Fnac)

O Autor:

Hugo Pratt
Nasceu em Itália em 1927.
Amante de viagens, de cinema, de BD e de “fumetti”, fundou o designado “Grupo de Veneza” com Dino Battaglia, Alberto Ongara e Mário Faustinelli com a intenção de fazer BD “à americana” e de incentivar a juventude a ler os grandes clássicos de aventuras. O ano de 1967 é um marco na sua carreira com as primeiras pranchas de “A Balada do Mar Salgado” e a criação de uma das personagens mais marcantes da nona arte: “Corto Maltese”. Em 1969, os seus trabalhos eram publicados em alguns dos mais importantes jornais da especialidade e, entre 1970 e 1973, assinou mais de 21 episódios das aventuras do seu grande herói. Em 1983, funda um jornal mensal com o mesmo nome da sua personagem favorita – “Corto Maltese” – onde, a partir de 1984, publica a série Cato Zulu. Considerado com um dos grandes mestres do preto e branco e argumentista fora de série inspirando-se por vezes em obras literárias, Hugo Pratt influenciou um grande número de ilustradores. Morre em 1996. Hugo Pratt foi Prémio do 15º Aniversário de Angoulême, em 1989.

  Salvat lança colecção de figuras de Assassin's Creed

Hugo Jesus

Co-criador e administrador do Central Comics desde 2001. É também legendador e paginador de banda desenhada, e ocasionalmente argumentista.

You may also like...