Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Jogos: Shields of Loyalty – Análise

Para quem adora jogos turn-based com gráficos old-school vai gostar de Shields of Loyalty.

A Mosaic Mask Studio traz-nos então um jogo de estratégia 2D com base em turnos muito ao género de franquias como Civilization e XCOM, não estejam é à espera do mesmo nível gráfico ou diversidade de gameplay.

A ação de Shields of Loyalty passa-se no arquipélago fictício de Mantaria e no qual fomos incumbidos de liderar um exército e derrotar a invasão de demónios. Para isso vamos ter ao nosso dispor variadas unidades de combate divididas em duas fações: os nobres cavaleiros, que comandam cavalarias armadas e unidades voadoras, ou os bárbaros, com a sua forte infantaria e catapultas.

São várias as unidades disponíveis, de arqueiros, infantaria ligeira e pesada a unidades voadoras

A principal mecânica do jogo, similar a tantos outros jogos turn-based, debruça-se então nas diferentes unidades possuírem vantagens e desvantagens umas sobre as outras, assim como distintas afinidades para cada tipo de terreno. Isto obriga ao jogador a uma gestão criteriosa do seu pelotão e à tomada de decisões consoante o seu cenário.

Infelizmente é neste ponto em que o jogo começa a falhar, pois enquanto que nos é disponibilizado um tutorial logo no início, e que nos guia através dos variados menus de jogo e interfase, nunca nos é explicado como funcionam estas vantagens e desvantagens entre os vários tipos de unidades. Ficamos assim dependentes do velho lápis e papel para irmos apontado o que achamos ser um ataque ou defesa mais ou menos forte de um tipo de unidade sobre a outra.

O correcto posicionamento das unidades é fundamental para a vitória

De qualquer das formas, existem alguns conceitos interessantes como efeitos atmosféricos, em que temos alguma possibilidade do nosso exército, ou do adversário, serem bafejados por uma tempestade ou raio que infligem dano às unidades de combate. Dependendo do herói escolhido temos ainda acesso a diferentes poderes únicos, auras que influenciam as unidades próximas a este, e que pode ser a chave para a vitória. Existem também interações entre unidades do mesmo exército, que ao atacarem ou serem atacadas podem despoletar combos ofensivos e/ou defensivos que podem virar rapidamente o rumo da batalha.

Combos são gerados entre unidades adjacentes aquando do ataque e/ou defesa

Um outro ponto negativo é a interfase de jogo ser um pouco confusa. Para saber informação sobre uma unidade de combate precisamos de clicar nela, e é-nos devolvida uma lista relativamente longa de atributos para um jogo de estratégia do género, e que em altura alguma é explicada. A movimentação das unidades após ser decidida não pode ser cancelada, pelo que qualquer falha de clique pode ser fatal, e a interação com o terreno não é tão óbvia, tornando o início de jogo pouco intuitivo e difícil de perceber.

Cada mapa, ou nível, pode gastar uma ou mais horas do vosso tempo, consoante tenham ou não afinidade para este género de jogo ou sejam mais rápidos ou lentos a descobrir todas as mecânicas. Isto faz com que a dificuldade do jogo seja um pouco elevada logo no início, sendo por vezes um desafio conseguir terminar um mapa sem ser derrotado por um exército que surgiu do nada.

A nível gráfico, apesar de Shields of Loyalty possuir sprites bem feitos e de ter uma estética retro, não estejam à espera de nada muito exigente. O mesmo se passa com a música do jogo, que é muito interessante, com um toque medieval ao estilo Lord of the Rings, mas que se torna rapidamente repetitiva.

Shields of Loyalty acaba por se assemelhar mais a um jogo de xadrez tático, em que cada unidade consegue se deslocar um certo número de casas e dar mais ou menos dano a outras unidades.

De qualquer das formas, e ainda antes da sua estreia, a Mosaic Mask Studio já tem planos para o futuro, nomeadamente na criação de um editor de mapa onde o jogador poderá construir o seu próprio cenário de batalha e partilhar com outros jogadores.

Na minha opinião, muito em parte pelos pontos negativos ao nível do gameplay, recebe um 4 em 10.

Shields of Loyalty está disponível para PC na Steam (versão testada)

Desenvolvedor: Mosaic Mask Studio

Distribuidor: Mosaic Mask Studio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *