IndieLisboa 2019 reúne mais de 250 filmes em Maio

A 16ª edição do IndieLisboa Festival Internacional de Cinema chega no mês de maio com uma programação diversa nacional e internacional.

Numa programação diversa, o IndieLisboa pretende promover o diálogo entre diferentes gerações e geografias do cinema, ligando-se às urgências políticas, sociais e estéticas atuais. Dentro dos destaques, oferece um olhar transversal à cinematografia brasileira, na secção Herói Independente dedica um ciclo retrospectivo à grande musa do cinema francês, Anna Karina, na secção Silvestre o trabalho singular da dupla Caroline Poggi e Jonathan Vinel e nas competições principais a mais interessante produção recente, bem como no IndieJúnior.

Hotel Império, de Ivo Ferreira

Na competição nacional estarão 17 filmes que reforçam o papel da produção nacional no IndieLisboa, sendo um dos setores que mais espetadores traz ao festival. Entre os nomeados estão filmes como:

  • Campo, de Tiago Hespanha, foi o grande vencedor do principal prémio do programa First Look no Festival de Locarno e é o único filme nacional selecionado para o Festival Cinéma du Rée.
  • Tragam-me a Cabeça de Carmen M., de Felipe Bragança e Catarina Wallenstein, uma representação história do Brasil.
  • Alva, Ico Costa. Uma história de solidão de um homem que se refugia na floresta após cometer um homicídio.
  • A Minha Avó Trelototó, de Catarina Ruivo. Um filme sobre a ausência numa homenagem que tocante à memória da sua avó.
  • Tristeza e Alegria na Vida das Girafas, de Tiago Guedes. A aventura de uma menina e o seu urso de peluche suicida por uma Lisboa onde a crise espreita a cada encontro.
  • Mar, de Margarida Gil. Uma memória da epopeia marítima portuguesa, a polaridade Ocidente/Oriente e o embate com o atual drama dos refugiados.

Campo, de Tiago Hespanha

Nas curta-metragens destaca-se as estreias:

  • Fordlândia Malaise, de Susana Sousa Dias.
  • O Mar Enrola na Areia, de Catarina Mourão.
  • Filomena, de Pedro Cabeleira.
  • Past Perfect, de Jorge Jácome.

Tristeza e Alegria na Vida das Girafas, de Tiago Guedes

Produções nacionais também irão marcar presença nas sessões especiais:

  • Hotel Império, de Ivo Ferreira. O realizador também trará ao festival a antestreia da sua série Sul.
  • Understory, de Margarida Cardoso.
  • Donzela Guerreira, de Marta Pessoa.
  • Um Ramadão em Lisboa, de Catarina Alves Costa, Amaya Sumpsi e Carlos Lima.

Mar, de Margarida Gil

O restante calendário do festival já está disponível em indielisboa.com onde poderão ser descobertos a sessão especial de animação polaca infantil dos anos 60 e 70, o cine-concerto realizado em parceria com a Casa da Música, os filmes mais extremos da secção Boca do Inferno, o programa de conversas e indústria do evento, assim como vários momentos de encontro entre o cinema e outras áreas artísticas.

  • A 16.ª edição do IndieLisboa – Festival Internacional de Cinema decorre entre os dias 2 a 12 de Maio no Cinema São Jorge, Culturgest, Cinema Ideal e na Cinemateca Portuguesa.
  Mortal Kombat regressa aos cinemas

Tiago Ferreira

Estudante de Cinema e Teatro, Crítico de Cinema, Fotógrafo novato e Cosplayer.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *