Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Cinema Português a caminho das nomeações aos Oscars

De Hollywood chega a prenda de Natal  (por enquanto possível) que o Cinema Português tanto deseja: chegar aos Oscars. 

Ice Merchant


As curtas-metragens portuguesas Ice Merchants, de João Gonzalez, O Homem do Lixo, de Laura Gonçalves, e O Lobo Solitário, de Filipe Melo, ultrapassaram mais uma etapa importantíssima e estão agora entre 15 filmes finalistas a uma nomeação para os Óscares, revelou a Academia. É um feito histórico para o Cinema Português! As listas de finalistas podem ser consultadas aqui.

“Ice Merchant”

As curtas-metragens de animação realizadas por João Gonzalez e Laura Gonçalves conquistaram, nestes últimos meses, vários prémios em festivais qualificantes para o Óscar, tornando-se elegíveis para os prémios da Academia Americana. E passaram agora mais uma etapa, ao serem incluidos na restrita lista final para a categoria de Melhor Curta-Metragem de Animação.



Ice Merchants, de João Gonzalez, soma 9 prémios em festivais qualificantes para o Óscar da Academia Americana (Curtas Vila do Conde, Guadalajara, Melbourne, Chicago, St. Louis, Alcine, BendFilm, Anim’est e Spark), 41 outros prémios e menções especiais e mais de 90 seleções oficiais em festivais de todo o mundo, um cenário já histórico no cinema português.

O Homem do Lixo


O Homem do Lixo, de Laura Gonçalves, conquistou também um prémio qualificante para o Óscar, no World Festival of Animated Films de Zagreb, entre outros 19 prémios e 64 seleções oficias em festivais nacionais e internacionais.



Diz a sinopse de O Homem do Lixo:
Numa tarde quente de Agosto, a família junta-se à mesa. As memórias de cada um vão-se cruzando para recordar a história do tio Botão. Da ditadura à emigração para França, onde trabalhou como homem do lixo, e quando voltava a Belmonte na carrinha cheia de “lixo”que transformava num verdadeiro tesouro.

O Lobo Solitário

Na curta lista de candidatos às nomeações na categoria de melhor Curta-Metragem está o filme O Lobo Solitário, do realizador, argumentista e músico Filipe Melo.

O Lobo Solitário é protagonizado por Adriano Luz no papel de um radialista, que conduz um programa de rádio ao longo da noite. É durante o programa de rádio, em direto, que recebe um telefonema de um velho amigo que, aparentemente, quer pôr a conversa em dia, mas cuja conversa revela uma história antiga.

O Lobo Solitário

O filme foi escrito e realizado por Filipe Melo, com direção de arte de Juan Cavia e música original coassinada com The Legendary Tigerman.
Estreado na edição de 2021 do Festival Curtas de Vila do Conde, onde venceu o prémio do público, desde então, O Lobo Solitário venceu o Prémio Sophia’22, da Academia Portuguesa de Cinema como Melhor curta-metragem de ficção e o do 9º Leiria Film Fest para Melhor curta-metragem de ficção nacional. A curta-metragem galgou fronteiras, representando a ficção nacional em inúmeros festivais e ficou elegível para os Oscars.

“Alma Viva”

Na seleção rumo aos Óscares, fica pelo caminho a longa-metragem Alma Viva, da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, que tinha sido proposta por Portugal para uma nomeação na categoria de Melhor Filme Internacional.

A lista final de nomeados será conhecida a 24 de janeiro de 2023, estando a cerimónia final de atribuição de prémios agendada para 12 de março. De notar que nenhum filme português alcançou até hoje esta última etapa de nomeação para o Óscar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *