Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Cinema: Análise – A Maldição da Casa Winchester (2018)

As vítimas baleadas pela clássica arma Winchester estão a caminho de uma mansão, mas a mais terrível de todas está a chegar. Estás pronto para conhecer A Maldição da Casa Winchester?

[ad#cabecalho]

Helen Mirren em A Maldição da Casa Winchester
Helen Mirren em A Maldição da Casa Winchester

 

Baseado em factos reais, em A Maldição da Casa Winchester o Dr. Eric Price (Jason Clark) é contratado para analisar o estado de saúde de Sarah Winchester (Helen Mirren) que acredita estar amaldiçoada pelas vítimas das armas Winchester. Após a morte do seu marido, uma parte da herança e empresa vai para si, surgindo um interesse económico para que a análise seja negativa e a empresa saia das mãos de Madame Winchester.

Dr. Eric é o protagonista  sendo que vamos conhecendo esta família e mansão através do seu olhar. Uma personagem com os pés bastante assentes na terra que entra num local fantasmagórico e surreal, fora da sua realidade, relembrando-nos os clássicos cinematográficos como A Queda da Casa Usher (1928), do célebre Edgar Allan Poe, ou até mesmo The Horror of Dracula (1958). Nestes, a partir do momento que um homem entra na mansão, a realidade muda completamente, desenvolvendo tópicos controversos com o espetador. No filme em questão, entramos numa mansão em constante construção, na qual Sara Winchester indica estar assombrada pelas vítimas da popular arma, obrigando-a a criar quartos isolados na sua gigante mansão.

 

Jason Clark em A Maldição da Casa Winchester
Jason Clark em A Maldição da Casa Winchester

 

O filme fica mais sinistro à medida que um espírito decide atormentar os seus hóspedes familiares, Henry Marriot (Finn Scicluna-O’Prey) e Marion Marriot (Sarah Snook). O mistério está sempre presente no filme sendo este que o vai tornando tão fascinante e por vezes sombrio. De salientar que não é um filme muito assustador e que não se foca demasiado em jump scares possuindo, no entanto, alguns que enfraquecem o seu decorrer. Todavia, é constantemente interessante devido às boas atuações dos protagonistas e elementos visuais (cenários e fotografia) assombrosos e enigmáticos. Em suma, a história acaba por ser um pouco previsível, mas Dr. Eric consegue carregá-la com o seu historial fascinante, dando um fim aceitável ao enredo.

A Maldição da Casa Winchester é um filme de terror pouco aterrador, mas com uma história fantasmagórica bastante fascinante que irá prender o espetador ao ecrã.

  • A Maldição de Winchester estreou dia 12 de abril nos cinemas.

Classificação: 3/5

Tiago Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.