Era Uma Vez… nas Bilheteiras!

Era uma Vez em… Hollywood foi o filme que mais bilhetes vendeu no passado fim-de-semana. O mais recente filme escrito e realizado por Quentin Tarantino levou aos cinemas 71 mil espectadores entre quinta e domingo, somando com as sessões de pré-estreia Leonardo DiCaprio e Brad Pitt levaram 78 138 espectadores aos cinemas.

Após um mês de liderança do Box-Office, O Rei Leão desceu ao segundo lugar da tabela. A nova versão do clássico da animação levou mais 52 761 espectadores aos cinemas. E continua a escalada para que em breve seja o filme que mais bilhetes vendeu em Portugal desde 2004.

A surpresa da semana foi a estreia do filme biográfico brasileiro Nada a Perder 2. Quase 50 mil espectadores foram aos cinemas ver a segunda parte cinematográfica da história do bispo Edir Macedo, colocando o filme no terceiro lugar do box-office.


Das restantes estreias da semana, o destaque nas bilheteiras foi para:

 

Angry Birds 2 estreou no quarto lugar da tabela, com 33 753 bilhetes vendidos;
Booksmart: Inteligentes e Rebeldes levou 2 370 espectadores aos cinemas;

– o thriller Nomis, com Henry Cavill e Ben Kingsley, foi visto por 2 313 espectadores.

Box Office Portugal – Fim-de-Semana de 15 a 18 de Agosto

# TÍTULO DIAS EM EXIBIÇÃO Nº ECRÃS ESPECTADORES NO FIM-DE-SEMANA TOTAL DE ESPECTADORES
1 ERA UMA VEZ EM… HOLLYWOOD 4 119 71 473 78 138
2 O REI LEÃO 32 139 52 761 1 116 517
3 NADA A PERDER 2 4 52 48 977 48 977
4 ANGRY BIRDS 2- O FILME 4 91 33 753 33 753
5 VELOCIDADE FURIOSA: HOBBS & SHAW 18 73 27 291 198 875
6 IBIZA 11 57 23 515 70 467
7 HISTÓRIAS ASSUSTADORAS PARA CONTAR NO ESCURO 11 51 8 361 30 527
8 TOY STORY 4 53 52 8 278 387 108
9 HOMEM-ARANHA: LONGE DE CASA 46 32 4 066 328 013
10 BOOKSMART: INTELIGENTES E REBELDES 4 15 2 370 2 370
  Sem pontaria para a liderança

Dados ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual; Ordenado por número de espectadores.

 

 

Ricardo Lopes

Começou a caminhar nos alicerces de uma sala de cinema, cresceu entre cartazes de filmes e película. E o trabalho no meio audiovisual aconteceu naturalmente, estando presente desde a pré-produção até à exibição.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *