Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

1618: o retrato da inquisição nos cinemas

1618, do realizador Luís Ismael, é o filme português mais premiado de sempre e estreia nas salas de cinema portuguesas a 29 de setembro.
Este é um drama histórico detalhado, esplêndido, ricamente dramatizado e com uminvulgar planeamento de produção bem minucioso. 

O filme 1618 conquistou mais de 70 prémios internacionais em festivais de cinema, tornando-o o filme português mais premiado de sempre.
A megaprodução cinematográfica tem poucos precedentes na história do cinema português, contando com algumas centenas de figurantes, cerca de 120 planos com pós-produção, mais de 1 ano de rodagens e efeitos especiais que criam uma atmosfera verdadeiramente singular.
1618 é um importante projeto iniciado pela comunidade judaica do Porto, que transformou o seu passado num emocionante filme histórico. 

A acção do filme desenrola-se em locais semelhantes aos existentes na altura, entretanto destruídos, com a reconstituição de época a levar as filmagens para concelhos como Porto, Matosinhos, Braga, Arouca, Amares, Sabugal e Ponte de Lima.
Sendo este um filme inspirado em fatos verídicos, muitos personagens realmente existiram na vida real e participaram dos fatos narrados em 1618.

Cidade do Porto, 1618. Matos de Noronha, visitador da Inquisição, dirige-se para a cidade, numa carruagem escoltada pela sua guarda. Muitos cristãos-novos são suspeitos de terem praticado heresias judaicas. António Álvares, mercador e filantropo respeitado pelos habitantes do Porto, é o primeiro alvo da visitação. A fuga parece ser o seu único caminho.



A Inquisição continua a perseguir os judeus portugueses, enviando o visitador Sebastião de Noronha para a cidade do Porto. Com a família e a sua comunidade em perigo, António Álvares decide delinear um plano de fuga.

Pedro Laginha, Francisco Beatriz, Catarina Lacerda, Mafalda Banquart, Afonso Pacheco, Paulo Manso e Heitor Lourenço num drama histórico realizado por Luís Ismael (Sefarad, Bad Investigate, Balas e Bolinhos).

Das muitas presenças em festivais de cinema e reconhecimentos, destacam-se:
Chicago Indie Film Awards 2021
– Melhor Narrativa, Melhor Realizador
Hollywood Gold Awards 2021 – Melhor Longa-Metragem
Istanbul Film Awards 2021 — Melhor Guarda-Roupa, Melhor Direção Artística, Melhor Filme, Melhor Fotografia em Longa-Metragem, Melhor Realizador em Longa-Metragem, Melhor Narrativa em Longa-Metragem, Melhor Longa-Metragem Estrangeira, Melhor Longa-Metragem Judaica, Melhor Ator em Longa-Metragem
Milan Gold Awards 2020 – Melhor Longa-Metragem, Melhor Design de Produção, Melhor Guarda-Roupa
New York Movie Awards 2021 – Melhor Guarda-Roupa, Melhor Realizador
Festival de Cinema de Estocolmo 2020 – Melhor Realizador


1618 faz parte de um projeto inter-religioso e de combate ao antissemitismo entre a Comunidade Judaica do Porto (detentora dos direitos sobre o filme) e a Diocese católica do Porto.

E vejam aqui a entrevista ao realizador Luís Ismael pelo Central Comics, onde também fala sobre este filme:


1618“, 29 de setembro no cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.