Central Comics

Banda Desenhada, Cinema, Animação, TV, Videojogos

Análise BD – “Spectrus – Paralisia Do Sono” – Sonhar para realizar!

“Spectrus – Paralisia Do Sono” é um dos primeiros lançamentos físicos da Midori Editora, que tem como missão principal um aprofundamento das relações interculturais entre Portugal e Japão através da literatura, investindo em publicações que promovam o estilo e características dos dois países.

A obra que aqui analiso hoje surge da mente e das mãos de Thiago Spyked, que em 144 páginas – uma delas exclusivamente dedicada a Portugal, um pormenor muito gentil – deposita uma narrativa e uma arte sua. O autor proveniente do Brasil, São Paulo, dedica a sua vida ao Design e Ilustração. É professor de artes e é o fundador da Crás Editora, podem também encontra-lo no Youtube a dar dicas em tutoriais e blogues que realiza para os interessados e apaixonados por desenho. O texto encontra-se no português do Brasil, mas julgo que para uma melhor inclusão e proliferação das obras, a Midori deva adotar em breve traduções em português de Portugal.

Esta BD está aberta a todas as idades, não contendo preferências de leitura, uma vez que tópicos como lógica, loucura e criatividade nos tocam a todos, e são igualmente sentidas por todos, seja num sonho, seja num dia absolutamente aborrecido. Agora, se alguma vez nos roubaram essas essências durante uma paralisia do sono, como à nossa protagonista Lila, de 19 anos, não sabemos… é a velha história do perder para dar valor.
O responsável pelo furto a esta jovem, é Gloor, uma entidade do mundo dos sonhos e o Rei da Criatividade, um verdadeiro consumista pelas essências mais perfeitas no campo da imaginação – É quase um capitalista que adora Mcdonalds.

Presa numa projeção do seu mundo verdadeiro, Lila tem à sua frente uma longa expedição: a de recuperar a sua consciência, quebrada em três fragmentos, a razão, a sanidade e a criatividade, para conseguir voltar a acordar.
Claro que para uma jornada bem-sucedida, Lila terá de pensar em coletivo, não priorizando os seus desejos individuais e agindo mais sobre o amor que nutre pela sua família e novos companheiros de viagem, são eles Alpha e Cabeça de Pano – super necessários em vários momentos da trama, para os piores enigmas e para os melhores apoios.

As entidades que guardam os traços roubados de Lila, são um tanto belas como hediondas, as suas representações estão muito bem pensadas e contribuem para o mistério da origem e percurso de cada uma. Esta ponto carrega-me até ao quão excelente e único foi o design de lugares e criaturas que os habitam, a estética desta BD respira e flui muito bem, as linhas de Thiago Spyked marcam o seu gosto e estilo próprio, identifica-se uma autoria madura, ciente das formas e figuras que compõe. Em algumas ocasiões pareço achar a estrada dourada de Oz, o que num livro que não é a cores, chama a atenção para a sensorialidade do desenho.

Esta criação perde no rigor textual, as frases são um pouco ocas e simples para as matérias abordadas, assim em comparação ao espetáculo visual, o roteiro fica bastante aquém. Alguns motivos e subtextos das personagens também estão pouco claros, o que pode ser positivo num suspense bem construído, porém neste acaso acaba por não fazer sentido e até contraria passagens e ações dos indivíduos do livro… talvez para uma melhor abordagem nestes aspetos, seria ideal condensar mais o background das identidades – o passado contextualiza dúvidas.

“Spectrus – Paralisia Do Sono”, delineia ideias fortes e poderosas, recheadas de grafismos sublimes, no entanto uma BD vive de 2 em 1, esboço e palavra, a última falhou o  spotlight.

Autor: Thiago Spyked
Copyright: Crás Editora
Editora: Midori Editora

Argumento: 6
Arte: 8
Legendagem: 5
Veredito final: 7


As Minhas Últimas Leituras #3 – Deadpool, Stranger Things, Comanche, O Guardião, e mais…

2 thoughts on “Análise BD – “Spectrus – Paralisia Do Sono” – Sonhar para realizar!

  1. Muito obrigado pela leitura e pela resenha!
    Fiquei honrado com sua publicação.
    Espero que em 2021 eu possa ir à Portugal novamente em algum evento e, quem sabe, podemos nos conhecer pessoalmente.

    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *