Análise – “Dungeon Defenders: Awakened” – Constrói, protege e contra-ataca!

Com o seu primeiro título – “Dungeon Defenders”, lançado nos dispositivos móveis em 2011, “Dungeon Defenders: Awakened” marca o retorno épico da série de RPG de tower defense em cooperativo, agora elaborado com o Unreal Engine 4. Esta sequela foi desenvolvida pela Chromatic Games, um novo estúdio de jogos independente que mistura a energia jovem com a maturidade das ideias mais velhas.
O jogador tem como missão salvar o reino com uma equipa de até quatro heróis de diferentes habilidades, adaptadas a uma multiplicidade de estilos de abordagem ao gameplay. Para ter sucesso é imperativo construir uma rede de defesas para ajudar a conter a maré de orcs, wyverns, skeletons, dark elves e outros monstros devastadores. Não excluindo igualmente a forte competição nas emocionantes partidas de multiplayer local e online, de tela dividida por quatro jogadores, que adicionam ainda mais desafios ao espírito de grupo. Este estratagema de proteção e evolução na vibrante terra de Etheria é sempre pensamento ativo, já que o jogo vai aumentando de dificuldade à medida que avançamos.
Assim se repelem incansáveis hordas das trevas de cenários de jogo muito bonitos e reinventados, mas fiéis às suas origens, pela criatividade da produção juntamente com explosivos novos campos de batalha. As opções para o combate são várias como: o escudeiro, orientado para combate corpo a corpo, ou personagens mais conflituosas como o aprendiz mágico. É possível oferecer suporte com as dinâmicas do Monge ou armadilhas stealth com a ágil Caçadora, enquanto guardamos os Eternia Crystals em 12 mapas e quatro modos de jogo que remetem às raízes da série, construindo e aprimorando-as em todas as suas feições. A isto ainda podemos reunir os mais variados arsenais e, para quem for um pet lover, animais de estimação à disposição.

  VALORANT terá Evento de Lançamento em Portugal

“Dungeon Defenders: Awakened” possui gráficos dignos da qualidade do seu enredo, além de uma música envolvente extremamente sensível, capaz de oferecer a maior das diversões ao maior dos aborrecidos.
Observo que este é, sem dúvida, um jogo promissor. Com muito oferta no que toca aos caminhos do gameplay, porém existe uma frustração que se repete nos glitchs e bugs momentâneos que atrapalham as tentativas do videojogo em acrescentar com os seus diversos mapas, acabam por prejudicar o jogador e o seu progresso nas zonas.

“Dungeon Defenders: Awakened” está disponível no PC, Nintendo Switch e futuramente será lançado na Playstation 4 e Xbox One. Versão testatada: PC

Nota final: 8/10

Raquel Rafael

Da marginalidade à pureza gosto de sentir tudo. Alcanço o clímax na escrita. Sacio-me com a catarse no teatro. Adiciona-se uma consola, um lightsaber, eye makeup quanto baste e estou pronta a servir.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *