Cinema – Crítica: ” Jogo da Alta Roda” (2017)

Já esta nos cinemas o filme “Jogo da Alta Roda”, a primeira grande aposta como realizador do Aaron Sorkin, que estamos habituados a vê-lo como argumentista de filmes “Uma Questão de Honra”,“Steve Jobs” Moneyball – Jogada de Risco”, e o filme “A Rede Social” no qual conseguiu levar o Óscar da Academia como “Melhor Argumento Adaptado”.

Aaron Sorkin é o realizador e argumentista deste novo filme, e com este filme Aaron Sorkin pode levar o Globo De Ouro na Categoria de “Melhor Argumento” já neste Domingo.

Jogo da Alta Roda

O “Jogo da Alta Roda” é uma Biografia e baseado na história verídica do livro da “Molly’s Game” da personagem Molly Bloom que se torna uma promotora e organizadora de jogos de poker ilegais ,interpretado pela talentosa Jessica Chastain.

Mas no inicio do filme vimos que Molly Bloom foi uma esquiadora de alta competição Olímpica de “Freestyle”, mas devido a uma acidente teve que parar o seu desporto. E torna-se uma organizadora de jogos de poker de alto risco em hotéis, com todo o tipo de participantes desde estrelas de cinema, desportistas, homens de negócio e até a máfia russa.

Ao longo do filme vemos os vários jogos que organiza, a fortuna e o império que vai conquistando, não era por isso que a Molly Bloom era considerada “ A Princesa do Poker”.  Mas depois o espectador vê o lado mau e negro da moeda que são as pressões que têm que lidar com a Màfia Italiana, até ser pressa pelos agentes do FBI. Até que Molly Bloom contrata um advogado Charlie Jaffey interpretado por Idris Elba.

Jogo da Alta Roda

Quanto as interpretações são brilhantes, destaco a dupla Idris Elba e Jessica Chastein principalmente. Depois entram como actores secundários Kevin Coster que é o pai de Molly Bloom e Michael Cera num papel de um jogador. Mas o maior trunfo deste filme é sem dúvida Jessica Chastein numa das melhores personagens femininas do começo do ano, na minha opinião das melhores interpretações desta actriz. Porque esquecemo-nos da Jessica Chastein e transfigura-se nesta personagem verídica. Alias Jessica Chastein está nomeado aos Globos de Ouro na Categoria de Melhor Actriz e tenho a certeza que vai estar nomeada aos Óscares da Academia por esta atuação.

Na parte da realização para primeiro filme de Aaron Sorkin , está uma realização bastante competente, estruturada e organizada. Na minha opinião este filme ao longo de duas horas e vinte minutos, está divido em duas partes. Na primeira parte observamos o mundo do jogo a sua ascensão. Enquanto a segunda parte do filme verificamos a queda do império da Molly Bloom, e um lado mais humano, emocional das personagens. Como a relação entre Molly Bloom e o seu Pai, e os seus traumas antigos. E para finalizar quanto ao argumento e diálogos do filme são ricos, bem feitos e muito bem escritos.

Classificação: 4/5

David Boturão

.Jogo da Alta Roda


“É mau termos as revistas brasileiras nas bancas” (Entrevista a Nuno Catarino – Goody)