Assombrados pelo amor proibido em “Lugar Maldito”!

A dupla de “Tormenta” (André Oliveira e João  Sequeira), volta com novo álbum de banda desenhada pela Polvo e terá um pré-lançamento no Festival de BD de Beja: Lugar Maldito.

Lugar MalditoA obra terá apresentação no XIII Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja, dia 27 de Maio (Sábado), às 14h30, no Cine-Teatro Municipal Pax Julia, com a participação dos autores e do editor, Rui Brito. Sessão de autógrafos das 18 às 19h30.

Nunca vos contaram do rapaz de carvão?
Tantas, tantas histórias…
Daquelas que escapam ao entendimento e flutuam na memória, às vezes durante toda uma vida.
Samuel e Maria estão em fuga. De tudo, de todos e até de si próprios. Assombrados pelo amor proibido que é o seu, decidem refugiar-se no sítio mais improvável: uma casa antiga, situada numa clareira de silêncios e caretos vigilante.
Entre o pó do carvão, inundada pelo cheiro a sangue e a cinzas, nada vai ser como dantes.
“Lugar Maldito” é uma BD de terror à portuguesa, passada no Alto Douro. Porque os demónios, é sabido, também lá moram.

Lugar Maldito Lugar Maldito

Lugar Maldito
Argumento: André Oliveira
Desenhos: João Sequeira
96 pág., p/b, cartonado
25 x 17,5 cm, €12,90 (IVA inc.)
Polvo, Junho 2017

A distribuição comercial de “Lugar Maldito” ocorrerá durante o mês de Junho.

O anterior livro desta dupla, “Tormenta”, acaba de ser editado na Polónia.

OS AUTORES

ANDRÉ OLIVEIRA. Lisboa, 1982. Licenciado em Design de Comunicação, é hoje copywriter e escritor. Co-editou a antologia de banda desenhada “Zona” e foi comissário da “Trienal Movimento Desenho, 2012”, tendo organizado o evento “BD ao Forte”. Editou curtas de banda desenhada na revista CAIS, de 2012 a 2016, e fez parte do colectivoTheLisbonStudio. Escreveu os livros de BD “Há Sempre um Eléctrico que Espera por Mim” (com Maria João Careto, Bedeteca de Beja), “Hawk”(com Osvaldo Medina, KingpinBooks), “Casulo” (com vários autores, KingpinBooks), “Vil – A Tragédia de Diogo Alves (com Xico Santos, KingpinBooks), “O Incrível Tarantantan de Balbino o Esfutricador”(com Pedro Carvalho, KingpinBooks), “Tiras do Baralho!” (com Pedro Carvalho, El Pep), “Volta – O Segredo do Vale das Sombras”(com André Caetano, Polvo), “Tormenta”(com João Sequeira, Polvo), “Milagreiro”(com André Caetano, Filipe Andrade, Nuno Plati, Ricardo Cabral, Ricardo Tércio, Ricardo Drumond e Jorge Coelho, Polvo), os cinco primeiros números da série “LivingWill” (com Joana Afonso e Pedro Serpa, Ave Rara) e o primeiro da série “Gentleman” (com Ricardo Reis, Ave Rara). Ao longo do seu percurso, tem contado com várias exposições e prémios, entre os quais o Prémio Nacional de BD de “Melhor Argumento para Álbum Português”com “Hawk” (2014) e “Volta – O Segredo do Vale das Sombras” (2015).

JOÃO SEQUEIRA. Portalegre, 1971. Licenciado em Arquitectura(1995). Frequentou os cursos de Desenho na SNBA, Desenho e Pintura no atelierArte Ilimitada, Banda Desenhada no CITEN e Design de Animação e Multimédia na ESTG-Portalegre. Faz BD desde 1994, tendo participado nos fanzines Alçapão, Gambuzine, Tertúlia BDzine e Efeméride. Ao longo dos anos, participou em diversas exposições individuais e colectivas com trabalhos de desenho e banda desenhada. Em 2005, publica o álbum “Metamorfina”(texto de Miguel Mocho e edição Bedeteca de Lisboa); em 2012, “Psicose” (texto de Miguel Costa Ferreira e edição da El Pep); em 2014, “F(r)icções“ (texto de Nuno Duarte e edição da El Pep) e, em 2015, “Tormenta”(texto de André Oliveira e edição da Polvo). Em 2010, ganha o 1º prémio (escalão A+) no festival de BD da Amadora com a BD “República” e em 2011o 1º prémio (escalão B) no festival Moura BD com a BD “Movimento perpétuo”, ambas com texto de Miguel Costa Ferreira. Em 2016, conquista o Prémio Nacional de BD de “Melhor Desenho para Álbum Português” com “Tormenta” e o mesmo álbum garante-lhe uma nomeação para o Galardão de Excelência na Ilustração da ComicCon Portugal.