Eventos: Fantasporto 2017 – A mais fantástica edição de sempre

Estivemos na primeira conferência de imprensa do Fantasporto 2017, esta que promete ser a mais fantástica edição de sempre, com a exibição de 132 filmes inéditos.

Destes, três são longas-metragens portuguesas que estarão a concurso: “A Ilha dos Cães” (a última participação em cinema do saudoso Nicolau Breyner), “A Floresta Das Almas Perdidas” e “Comboio de Sal e Açúcar”. Além disso, estarão presentes 9 escolas de Cinema – um record de participação nacional.

Fantasporto 2017

O Festival está como nunca empenhado no mercado não-comercial do cinema, tentando apostar sempre em filmes que não sairão nas salas de cinema portuguesas. É, por isso, uma oportunidade praticamente única de ver estes filmes no grande ecrã no nosso país. Nesse sentido, a organização deixou de contar com a participação das distribuidoras de filmes nacionais. No entanto, todos os outros patrocínios permitem um orçamento relativamente baixo (cerca de 240 mil euros), para um evento desta grandeza.

Este ano, à semelhança do ano passado, o Fantasporto conta com cerca de 150 convidados internacionais.

A nível internacional o Festival permanece em alta. Considerado um dos 10 maiores festivais independentes do Mundo, os convidados prescindem que lhes sejam pagas as viagens e estadias (ficando apenas as dormidas à conta da organização). Além disso, este ano o Fantasporto recebeu mais de 500 filmes provenientes de todo o mundo, dos quais apenas 132 foram seleccionados).

E como são tantos e bons filmes, este ano o horário “nobre” começa mais cedo, com sessões a partir das 18h00.  

Outra das novidades, por nós já revelada, é a inclusão no Fantasporto do concurso Eurocosplay, no dia 25 de Fevereiro, onde será escolhido o representante português para a final de Londres. Mais detalhes aqui.

De referir também que, pelos motivos de falecimento de dois membros do Comité de Honra, Dr. Mário Soares (antigo Presidente da República) e Dr. Guilherme Pinto (Presidente da Câmara  de Matosinhos), o Fantasporto considerou efectivamente adiar a conferência de imprensa, mas esta acabou por se realizar na data e horário estabelecidos.

Mais detalhes da nota de imprensa oficial:

Novamente a festa do cinema regressa ao Porto e ao Rivoli na descoberta dos filmes mais modernos e recentes de todo o mundo.

Mário Dorminsky (Director)

O Festival Internacional de Cinema do Porto – Fantasporto – regressa com 132 filmes em exibição em antestreia nacional, antestreia europeia, antestreia internacional e em antestreia mundial. Será entre 20 de Fevereiro e 5 de Março, com a competição a começar no dia 24 de Fevereiro.

Apesar da forte carga de um cinema inovador e criativo na área do Fantástico, capaz de criar bastastes calafrios será de destacar o chamado “Cinema dos Nossos Tempos” que é o tema genérico da Semana dos Realizadores Manoel de Oliveira, desta 37ª edição do Festival Internacional de Cinema Do Porto, cujo line up final vai ser apresentado em breve. Deixamos aqui um “cheirinho” de alguns dos filmes que poderão ver.

Na Selecção Oficial estarão 33 países, a concurso ou fora de concurso.

A matriz do programa continua a passar pela cinema da imaginação (Secção Fantástico) e pelo cinema da realidade (competição Semana dos Realizadores), com longas e curtas-metragens, cinema de animação e experimental.

Todos os filmes novos abordam o modo como o real de hoje nos afecta, nomeadamente às guerras (“Bloodlands”, da Albânia), o drama dos migrantes (“The Citizen”, da Hungria), a realidade das mulheres muçulmanas face ao adultério (“Sins of the Flesh”, do Egipto, produzido pelo celebrado Youssef Chahine) ou a realidade económica da Europa (o filme grego “Lines”). Reflexões também quanto à sustentabilidade do nosso futuro com o espanhol de ficção científica “ReAlive” ou o britânico-americano “Division 19”.

Também presente a crítica social à burocracia com “A Repartição do Tempo”, uma das maiores e mais divertidas superproduções do Brasil deste ano. Destaque ainda para um dos maiores realizadores mundiais do momento, o coreano e amigo multi-premiado do Fantasporto, Kim Ki Duk, com “The Net”. Também coreano, e do mestre de animé Yeon Sango, “Seoul Station” vai estar no ecrã do Rivoli.

Beatriz Pacheco Pereira (Directora), Pimenta de França, (director do Gabinete de Comunicação)

Na abertura  do FANTASPORTO, a 24 de Fevereiro,  estará “The Age of Shadows”, de Jee-Woon Kim, vindo da Selecção Oficial dos Festivais de Veneza e Toronto e Melhor Filme do Festival de Filadélfia. Esta superprodução é o candidato aos Óscares pela Coreia do Sul, tendo sido o maior êxito de bilheteira asiática do ano. O realizador é garante de qualidade, já que foi ainda o vencedor do Fantasporto 2004 com “A Tale of Two Sisters” (que já foi adquirido para Portugal pela “Films4you”).

Ficam já aqui também alguns momentos de loucura cinéfila com “Neil Stryker and the Tyrant of Time”, “The Attack of the Leatherhosen Zombies”, “OMG I’m A Robot”, “The Rift”, “Seoul Station” ou “Tuos”.

Destaque ainda para Andrew Getty e “The Evil Within” (EUA) em Antestreia Mundial. O realizador, da multimilionária família Getty, faleceu em 2015, sendo este o seu único, e notável, filme finalizado no ano seguinte e logicamente filme-culto, embora ainda inédito em todo o Mundo. Será mais um momento muito especial no Fantasporto.

Há filmes portugueses em competição e em Antestreia Mundial, entre eles as longas metragens ”A Ilha dos Cães”, “A Floresta das Almas Perdidas”  e  “Comboio de Sal e Açúcar”. Estreia ainda da longa-metragem “Rewind”, do português Pedro Joaquim, uma produção suíça. Destaque ainda para o Prémio de Cinema Português, que vai novamente escolher o melhor filme e a melhor escola de cinema. E, claro, inúmeras curtas-metragens.

De entre os filmes escolhidos, e que não são antestreias internacionais ou Mundiais, estão muitos dos seleccionados e também premiados em festivais como Cannes, Chicago, Edimburgo, Sitges, Fright Fest London, Rio de janeiro, Varsóvia, Busan, Austin, Filadelfia, Fantaspoa, Locarno, Veneza ou Toronto.

HOMENAGEM

O cineasta Ate de Jong, que já esteve no festival em 2016 e vai voltar. Os seus filmes estão a ser “recuperados “ pela Fox, o que lhes dá o estatuto de filmes-culto. Este vai trazer ao festival a sua obra-prima “Drop Dead Fred” (1991) e ainda apresentar em pessoa o seu mais recente filme “Love is Thicker than Water”, misto de imagem real e animação, este em competição, indo ainda receber o Prémio de Carreira do Fantasporto.

RETROSPECTIVAS

Conferência de Imprensa - Fantasporto 2017

Conferência de Imprensa – Fantasporto 2017

Também em destaque está o Cinema de Acção de Taiwan, numa retrospectiva rara organizada oficialmente pelo Governo local de Taiwan, com verdadeiros clássicos do género inéditos em Portugal. Um prazer para todos os que gostam de acção e de aventura asiática.

Surpreendente também uma retrospectiva do moderno Cinema Argentino sob o título “ TerrAr-Sabores das Pampas”, que incluiu os recentíssimos “El Ataud Blanco” e “El Muerto Cuenta su Historia”, ambos em competição.

A TV Globo vai também oficialmente estar presente na lógica de apresentação em antestreia total diversas novelas e séries de TV fantásticas, isto para além de dois filmes que ajudou a produzir.

Este ano, o festival volta assim a crescer em interesse internacional, ou seja, em número de países que enviaram filmes para competição (60 países para 2017, 40 países em 2016, 17 países em 2012), confirmando assim a efectiva projecção internacional do Fantasporto como plataforma de lançamento de filmes novos.

Haverá seguramente muitos convidados estrangeiros que estarão disponíveis para conversas no fim da exibição dos seus filmes ou em encontros onde se discutirá o cinema de hoje. Prazer pelo cinema, aprendizagem e convívio, como sempre no Fantas.

O Festival Conta ainda com a colaboração habitual da Universidade do Minho, Universidade de Trás-os Montes e Alto Douro, Universidade Católica do Porto e Universidade Lusófona de Lisboa, assim como muitas outras Escolas e Institutos Politécnicos, num concurso entre Escolas que já vem sendo uma tradição imprescindível para os estudantes das Escolas de Artes e logicamente para o Fantasporto.

Uma outra novidade será a Secção “Mini Me” dedicada ao público infantil e pré- adolescente.

Habitual também o Programa Especial de cruzamento com outras artes que inclui conferências, workshops e uma exposição da artista plástica Catarina Machado.

O festival promove 96 sessões nas duas salas do Rivoli, com 10 a 11 sessões diárias.

O Fantasporto inaugura a 24 de Fevereiro, com o filme “The Age of Shadows” e encerra dia 4 de Março com um filme surpresa que será entretanto anunciado.

Assim será parte do programa deste fantástico Fantasporto 2017, actualmente classificado entre os 10 melhores festivais independentes do mundo, onde a realidade e a ficção se cruzam num outro também cruzamento, esse de culturas.

O Fantasporto é uma produção da Cinema Novo, realizado com o apoio do ICA (Ministério da Cultura) e da Câmara Municipal do Porto. Unicer e TVCine e Séries continuam a ser os seus principais patrocinadores.

Texto e fotos: Hugo Jesus
Nota de Imprensa, cortesia do Fantasporto