BD: Crítica – Guerra dos Tronos vol. 1

Guerra dos Tronos capaUma das grandes apostas da Dynamite Entertainment tem sido a adaptação para comics da conhecida colecção Game of Thrones (Guerra dos Tronos). O primeiro volume, publicado em 2012 em Portugal pela Planeta, teve a adaptação de Daniel Abraham e arte de Tommy Patterson.

Mas uma das coisas boas que há em ser um produto da série Guerra dos Tronos é que tem também a assinatura do seu criador George R.R. Martin. Para quem não sabe o autor não deixa que nenhum produto oficial, mesmo as Action Figures, saiam para o mercado sem que ele dê o seu contributo. E assim foi também com a adaptação para comics da sua obra mais conhecida.

Guerra dos Tronos página 1

Primeiro convém referir que a adaptação dos comics segue a lógica dos livros e não tem qualquer referência da série adaptada pela HBO, são duas coisas distintas aquilo que se pode fazer com banda desenhada e o que se pode fazer em televisão. Em Portugal, a Planeta, decidiu comercializar a versão Trade Paperback, sou seja, um conjunto de 6 números e não um número por mês como acontece no mercado americano. Portanto, este Guerra dos Tronos volume 1, corresponde aos número #1 a #6 na versão original, estando previsto o volume 2 para Março deste ano nos EUA, e talvez em Setembro já esteja em Portugal.

Guerra dos Tronos página 2

A adaptação de Abraham oferece uma melhor experiência do que a série, já que é mais fiel aos livros que é, regra geral, aquilo que os fãs procuram. Sem ser muito demorados nos diálogos, esta versão consegue ser concisa e oferecer toda a experiência que os livros proporcionam. No primeiro volume somos conduzidos pela excelente arte de Patterson da justiça feita com Eddard Stark ao começo do destino de Deanerys Targaryen. Para os seguidores da série, este primeiro volume (#1 ao #6) equivale à primeira temporada da série.

Guerra dos Tronos página 3

Patterson tem um traço firme e dá grande detalhe aos cenários, que ao fim de contas é dos elementos que mais nos fascina nos Sete Reinos. Se estão à espera de personagens visualmente parecidos aos da série desenganem-se. Patterson desenhou os personagens seguindo as directrizes do próprio George R.R. Martin, por isso temos nestes comics os personagens desenhados tal como Martin sempre os imaginou e não como na série.

Guerra dos Tronos página 4

A única dificuldade que se nota na adaptação a BD é que George R.R. Martin, nos livros, gostava muito de começar e contar histórias dentro dessas histórias e isso na adaptação para comics é muito difícil. Nota-se alguma atrapalhação de Abraham em fazer essa transição quando é preciso mudar de assunto quando já há algo importante que estava a ser contado. Ainda assim é das melhores adaptações dos últimos tempos, não fosse também Martin estar directamente envolvido no projecto.

Guerra dos Tronos página 5

Fãs e leitores ocasionais de banda desenhada e dos livros vão encontrar uma lufada de ar fresco na adaptação e dificilmente ficarão desapontados.

Nota: 8/10

Miguel Gonçalves

 Pub: Assina os teus comics favoritos loja O LOBO MAU
previews O Lobo Mau