Lançamento: Fun Home – Uma Tragicomédia Familiar

Depois de Persépolis, a Contraponto volta a apostar na Banda Desenhada com aquele que a Booklist descreveu como «um dos melhores romances gráficos de sempre.» Fun Home, de Alison Bechedel é uma das grandes apostas da rentrée. Veja aqui as primeiras 6 páginas!

Fun Home – uma tragicomédia familiar – descreve a relação que a autora manteve com o pai ao longo da sua infância e adolescência. Na sua narrativa, a história íntima e pessoal de uma família transforma-se numa obra de subtileza e poder. Exigente e distante, Bruce Bechdel era professor de Inglês e dirigia uma casa funerária – a que Alison e a família chamavam, numa pequena piada privada, a «Fun Home». Só quando estava na universidade é que Alison, que recentemente admitira aos pais que era lésbica, descobriu que o pai era gay. Umas semanas depois desta revelação, Bruce morreu, num suposto acidente, deixando à filha um legado de mistério, complexos e solidão.

As primeiras 6 páginas (clique para ampliar):
fun home Page 1 fun home Page 2 fun home Page 3 fun home Page 4 fun home Page 5 fun home Page 6

Foi livro do ano do New York Times, do Los Angeles Timesdo San Francisco Chronicle, da Publishers Weekly, da Salon.comda Amazon.com, doGuardian e do London Times.

Fun Home foi aclamado pela crítica:

«Trabalho de luto e de identidade, questionamento das formas e do si, Fun Home é uma banda desenhada verdadeiramente adulta em todos os sentidos da palavra. É também um projeto que nos abre os olhos e faz entender que o horizonte é bem maior do que o que gostaríamos que fosse.» Pedro Moura, blogue Ler BD – http://lerbd.blogspot.pt/2006/12/fun-home-alison-bechdel-houghton_10.html

«Inteligente, destemido e cheio de humor negro. Uma obra-prima sobre duas pessoas que vivem na mesma casa, mas em mundos diferentes.» Time

«Uma história agridoce da relação entre um pai e uma filha; uma memória cativante, quase dolorosamente franca e com uma riqueza de pormenor impressionante.» New York Times

«Uma obra pioneira, que desbrava o caminho para dois géneros literários: os comics e as memórias. O traço tem o pormenor e a mestria técnica de R. Crumb e o texto tem uma seriedade e uma complexidade emocional muito próprias. Finalmente, uma BD para amantes de boa literatura.» The New York Times Book Review

«Uma das melhores memórias da década.» New York Magazine

«Uma espécie de radiografia emocional da vida familiar, escrita com honestidade implacável, mas também com humor e compaixão.» Elle

«Uma história elegante, subtil e muito cativante.» Publishers Weekly

«Graficamente admirável e poeticamente impressionante.» Stern

«Uma autobiografia esplêndida, generosa e inteligente, com uma profundidade e uma ternura que poucos livros conseguem alcançar.» Entertainment Weekly

«Esta memória complexa e intensa é uma declaração de amor não só de uma filha ao seu pai mas também de uma leitora aos livros da sua juventude. Uma obra iluminada por humor, lirismo, inteligência e honestidade emocional.» The Times of London

«Se calhar os fãs de BD têm razão: a melhor literatura do século xxi pode muito bem ser encontrada nos romances gráficos e na não-ficção. Fun Home é gráfico no seu conteúdo e no seu estilo, e é um representante admirável deste género literário emergente.» USA Today

«Fun Home está pontuado de compaixão, frustração, arrependimento e amor – sempre com uma ironia literária que nos faz pensar acerca da tarefa quase impossível de sermos fiéis a nós mesmos e àqueles que fizeram de nós quem somos.» Salon.com

Fun Home - Capa
(clica para ampliar)
Fun Home – Uma Tragicomédia Familiar

de Alison Bechdel
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 240
Editor: Contraponto
PVP: 16.60€