X Troféus Central Comics – Vencedores

Por André CaetantoDe volta ao auditório do Hard Club do Porto (Mercado Ferreira Borges), a Cerimónia de Entrega do X Troféus Central Comics ocorreu no 2º dia (dia 2/9) do Portusaki  II – evento de entretenimento e cultura que celebra a animação, jogos, banda desenhada, música, cinema e TV, e com especial interesse no universo da fantasia, terror e ficção-científica, entre outras vertentes. Apresentado pelo organizador & membro do júri Hugo Jesus e pelo colaborador António Carlos, contou com a presença de vários autores e editores nacionais, bem como críticos especializados e, claro, os incontornáveis leitores.      

A marcar o fecho da primeira década de Troféus Central Comics (TCC), e após a recente afinação dos critérios e categorias do evento (ver neste link), onde são os próprios leitores e fãs de BD que determinam os vencedores, a adesão deste ano sentiu um ligeiro decréscido face a 2011, talvez devido ao periodo veranesco em que decorreu a votação. Todavia, invervieram 730 leitores (91%) e profissionais do sector (9%), que não deixaram dúvidas quanto às obras e autores favoritos editados no ano transacto, apesar de ter havido categorias renhidas.

Os grandes vencedores de 2012 foram, pela segunda vez consecutiva, os heróis Dog Mendonça & Pizza Boy, com os prémios Melhor Argumento atribuido ao escritor Filipe Melo e Melhor Publicação Nacional para o livro As Extraordinárias Aventuras de Dog Mendonça e Pizza Boy vol.2 – O Apocalipse (Tinta da China). Esta nova série nacional sobre o submundo paranormal lisboeta, que também tem conquistado o mercado norte-americano, continua a cativar os leitores portugueses de um modo só anteriormente observado no sucesso, também internacional, da já mítica colecção A Pior Banda do Mundo…!

Outros autores “da casa” também distinguidos do público, desta feita em detrimento de concorrentes estrangeiros de peso, foi a dupla Geral e Derradé, com a colectanea que integra os seus Bad-Summer Boys Band, Há Piores! (Polvo), vencedora agora da Melhor Publicação Humor. A distinção, merecida, sem dúvida beneficiou dos muitos fãs que estes dois autores  vêm a cultivar desde 1992, quando se juntaram para assolar os fanzines e festivais de BD portugueses.

Os vencedores estrangeiros este ano são duas obras de autor, não obstante a distância temporal e geográfica que as separa: em Melhor Publicação Clássica, a reedição de Corto Maltese – As Etiópicas (Edições Asa), do mestre Hugo Pratt, distanciou-se expressivamente dos restantes nomeados, consagrando a aposta da Asa em publicar a completa bedeteca do enigmático herói; e na categoria Melhor Publicação Estrangeira distinguiu-se o opus Blankets (Devir), do talentoso Craig Thompson, um livro maduro e multipremiado lá fora, que o público nacional agora igualmente elege.

Seguidamente, a Melhor Publicação Técnica premia o BDjornal (Pedranocharco), cuja última edição (#28) soma ao aperiódico quatro distinções no TCC. E a Melhor Publicação Independente – vocacionada doravante para destacar fanzines, prozines e álbuns de menor distribuição – também premiou de novo o último número (8) da antologia Venham +5 (Bedeteca de Beja), a publicação-estandarte do Festival Internacional BD de Beja e da comunidade de autores Atelier Toupeira e seus convidados.

É de salientar que ambas as edições são, respectivamente, a mais perseverante edição informativa e de crítica a BD do país, e a mais celebrada antologia de BDs nacionais a ser actualmente promovida por uma entidade cultural com apoio autarquico.

Voltando à produção nacional, o prémio Melhor Obra Curta foi entregue à BD Animália – Paris Je t’Aime (in Zona Monstra), de André Oliveira (Argumento) e Pedro Carvalho (Arte); trata-se de uma surreal e hilariante peça de arte sequencial que recentemente foi transposta para animação, num motion-comic disponível online (neste link).

Por último, um dos mais cobiçados prémios do TCC, a Melhor Arte foi conferida a Jorge Coelho (ou JCoelho), membro do The Lisbon Studio e um dos talentosos portugueses a editar na industria de comics, na mini-série Forgetless. A obra que o elege, É de Noite que faço as Perguntas (Saída de Emergência), reune mais autores noutros segmentos de histórias, no entanto esta nomeação elegeu só JCoelho (que superou por pouco o colega de estúdio Filipe Andrade, vencedor deste prémio no 9º TCC).

Extra concurso, o Troféu Especial do Júri, distinção que visa homenagear personalidades do sector, foi para Fernando Relvas, um dos nossos “autores completos,” que inspirou uma geração de desenhadores nacionais em álbuns como Karlos Starkiller e L123, entre outros, e igualmente com carreira em rúbricas em jornais, onde criou o Espião Acácio, e que, após ausência de alguns anos, faz um retorno às lides, nomeadamente via livros como Sangue Violeta (Ep Pep) e Li MoonFace (Pedranocharco).

Ainda com uma novidade sobre o TCC para revelar em detalhe*, por ora divulgamos os dados estatísticos completos:

 

Melhor Publicação Nacional (TCCN)

As Extraordinárias Aventuras de Dog Mendonça e Pizza Boy vol.2 – O Apocalipse (Tinta da China) 38,06%
Zona Monstra (Associação Tentáculo) 30,65%
Pop Rock: Trabalhadores do Comércio (Tugaland) 8,39%
A Ermida (Polvo Edições) 6,77%
A Arte de Under Siege (Edições Asa) 4,19%
Futuro Primitivo (Associação Chili com Carne) 3,87%
É de Noite que faço as Perguntas (Saída de Emergência) 3,23%
O Pequeno Deus Cego (Kingpin Books) 2,90%
Pontas Soltas – Cidades (Edições Asa) 1,29%
Li Moonface (Pedranocharco) 0,65%

 

Melhor Publicação Estrangeira (TCCE)

Blankets (Devir Edições) 31,65%
Scott Pilgrim 4 – Agora é a Sério (Booksmile) 25,32%
As Águias de Roma I (Edições Asa) 14,77%
Os Emigrantes (Kalandraka) 11,81%
Os Incontornáveis da BD: O Gato do Rabino (O Público/Asa) 10,97%
Mattéo – Segunda Época (VitaminaBD) 5,49%

 

Melhor Publicação Clássica (TCCC)

Corto Maltese – As Etiópicas (Edições Asa) 41,70%
Dragon Ball 15 – Rivais Poderosos (Edições Asa) 21,08%
Adele Blanc-Sec vol.3 (Edições Asa) 17,49%
Os Incontornáveis da BD: O Vagabundo dos Limbos (O Público/Asa) 10,76%
Os Incontornáveis da BD: Max Fridman (O Público/Asa) 4,93%
Lance vol.3 (Libri Impressi) 4,04%

 

Melhor Publicação Humor (TCCH)

Há Piores! (Polvo) 35,98%
Dilbert – Liberdade é só mais uma Palavra para as Pessoas descobrirem que és Incompetente (Edições Asa) 20,09%
Zits 16 – Dá-lhe Gás (Gradiva) 14,02%
As Odisseias de um Motard vol.5 (Motorpress) 12,15%
Tudo sobre os Solteirões (Edições Asa) 11,68%
Baby Blues 28 – Corta! (Bizâncio) 6,07%

Melhor Publicação Técnica (TCCT)

BDjornal #27 (Pedranocharco) 35,44%
Catálogo World Press Cartoon 2011 (WPC/C.M.Sinta) 18,14%
Tintim e a Alph Art (Edições Asa) 15,61%
Manga: Passo a Passo (Loft) 11,81%
Catálogo Tinta nos Nervos (Museu Colecção Berardo) 9,70%
Rotas e Percursos – Veneza, percurso com Corto Maltese (O Público/Asa) 9,28%

 

Melhor Publicação Independente (TCCI)

Venham +5 #8

 vol.8 (Bedeteca de Beja) 44,21%
Cidade Suja (El Pep Edições) 17,60%
Lodaçal Comix (Ruru Edições) 12,88%
BDLP #1 (Extratus) 11,59%
Mr.Klunk e Sr. Klaxon (Livros Espontâneos) 11,59%
Mores et al (Topedro) 2,15%

 

Melhor Obra Curta (TCCO)

Animália

Animália – Paris Je t’Aime; Pedro Carvalho & André Oliveira (in Zona Monstra) 37,50%
A Garagem de Kubrik; Carla Rodrigues & J.B. Martins (Total Film) 25,74%
Onde Jaz o teu Sorriso; Joana Afonso (in BDLP #1) 18,75%
Eu sou uma Nódoa; Nuno Duarte (in Tertúlia BDzine #159) 12,87%
Seattle; Dinis Conefrey & Maria João Worm (in Venham +5 #8) 4,04%
Lig & Mandu: A Alegoria do Palhaço; Nelson Martins & P. Couto e Santos (in Tertúlia BDzine #163) 1,10%

 

Melhor Argumento (TCCArg)



Filipe Melo (As Extraordinárias Aventuras de Dog Mendonça e Pizza Boy vol.2) 39,08%
André Oliveira (Zona Monstra) 32,75%
David Soares (É de Noite que faço as Perguntas) 10,92%
João Mascarenhas (O Menino Triste: Punk Redux) 7,04%
Rui Lacas (A Ermida) 5,28%
Filipe Pina (A Arte de Under Siege) 4,93%

 

Melhor Arte (TCCArt)

Jorge Coelho (É de Noite que faço as Perguntas) 25,74%
Filipe Andrade (A Arte de Under Siege) 24,47%
Rui Lacas (A Ermida) 16,03%
José Garcês (O Lince Ibérico) 11,81%
Pedro Brito (Pop Rock: UHF) 10,97%
Ricardo Cabral (Pontas Soltas – Cidades) 10,97%

O póster do X Troféus Central Comics foi ilustrado por André Caetano, ilustrador e autor de BD. Agradecemos a participação como Parceiros do TCC: Apenas Livros, Arga Warga Edições, Edições Asa, O Lobo Mau, Pato Profissional, Pedranocharco e Tinta-da-China Edições.

*Foi ainda anunciado no final da cerimónia a realização no último trimestre de um 2º prémio TCC, intitulado Troféus Central Comics: Heróis da Década (TCC-HD), que propõe ao grande público votem nos “melhores dos Melhores”, definindo quais os autores e obras preferidas nestes primeiros dez anos de prémios, integrando os vencedores do XTCC. Serão divulgados em breve mais dados sobre a iniciativa, cujo resultado deverá ser revelado em 2013 no III Portusaki, com os prémios do XI TCC.