Crítica: Animal Man #1 e #2

Red e Green. Fauna e Flora!
Animal Man e Swamp Thing tem algumas semelhanças que não se reduzem apenas à data em que ambos são lançados (Ambos saíram na quarta feira 5 de Outubro).
Apesar de estes personagens não fazerem parte do mesmo comic é notório que a temática é semelhante e é provável que no futuro, Buddy Baker (Animal Man) e Alec Holland (Swamp Thing) se encontrem.
Buddy Baker (o Animal Man) tem o poder de mimetizar temporariamente as habilidades dos animais (o que lhe permite voar ou ter a força de um insecto) e tem uma ligação com o mundo dos seres animais ou, como lhe chama, Red.
Alec Holland (Swamp Thing) está unido ao Green, que é o mesmo que dizer que está ligado com toda a vida vegetal na Terra.
Buddy Baker tem uma mulher, 2 filhos e preocupações de quem tem uma família e se vê deparado com a descoberta de que a sua filha (Maxine) tem poderes que todos desconheciam (até agora apenas Baker tinha poderes porque tinha sido atingido pela explosão de radiação proveniente de uma nave extra terrestre).

No primeiro comic luta contra um criminoso, mas no segundo comic a luta é diferente. Isto porque aparecem alguns desenhos estranhos na sua pele que apenas a sua filha percebe. Ambos descobrem que partilham entre si uma ligação com o mundo dos seres animais (ou campo morfogénico) o Red.
O comic termina com pai e filha a encontrarem esse campo morfogénico e a darem o primeiro passo para dentro do mesmo.
Fica por saber exactamente significa o RED

Pontuação: 80 em 100

NV